A poluição ácida está no ar

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em primeiro de abril de 1996, como parte do pacote de informações n° 40.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-40-environmental-issues/acid-pollution-is-in-the-air/.


Roteiro:

Poluição ácida. É tão horrível quanto o nome indica. Ela envenena o ar que respiramos, além dos rios e lagos de onde bebemos. Ela prejudica o solo onde cultivamos nossos alimentos e as florestas que nos dão madeira. E também nos prejudica. Isso acontece porque somos todos parte da cadeia de seres vivos que compõem o meio ambiente. O que acontece com uma parte da Terra nos atinge, mais cedo ou mais tarde. Como a poluição ácida. Vamos ver de que forma.

Quando dizemos que alguma coisa é “ácida”, queremos dizer que é azeda. Suco de limão, por exemplo, é um ácido suave. A poluição do ar é muito mais ácida. Você sabe como arde uma gota de suco de limão sobre um corte na mão? Bem, os ácidos no ar poluído são tão fortes que, quando eles tocam a água, o solo ou as construções, eles começam a danificá-los.

A poluição do ar começa sempre que há muitos carros e fábricas.
Ela se forma quando substâncias perigosas como dióxido de enxofre, dióxido de carbono e óxidos de nitrogênio misturam-se com a umidade do ar.

Essas substâncias são liberadas para o ar por meio de canos de escapamento de automóveis e chaminés de fábricas quando as pessoas queimam carvão, petróleo e gás natural. Quando a poluição ácida cai de volta para a terra, ela estraga tudo ao seu redor. E isso é um grande problema.

A poluição ácida vem em duas formas: ela pode ser úmida ou seca. A poluição úmida cai do céu na forma de chuva, neve e neblina. A poluição seca cai na forma de poeira.

Mas a poluição ácida não fica apenas nas cidades. Parte da poluição ácida é carregada pelo vento e cai sobre florestas, aldeias, fazendas, lagos, rios e oceanos. A poluição ácida enfraquece tanto as plantas e árvores das florestas que elas perdem as suas folhas e muitas vezes morrem. Nas fazendas, ela envenena o solo e as plantas produtoras não crescem fortes. Centeio e cevada são especialmente sensíveis à população ácida. A poluição ácida torna os rios e lagos tão ácidos que os peixes e outros seres subaquáticos morrem, além de tornar a água inadequada para beber. Ela ataca as estátuas e construções transformando algumas pedras, como pedra calcária e arenito, em pó que é levado pela chuva.

Poluição do ar:

Outra forma de poluição que também prejudica as pessoas, especialmente nas cidades, é a chamada poluição do ar. A maior parte da poluição do ar é invisível. Mas, quando há muita poluição no ar, você pode vê-la. É o chamado smog. Smog é um cobertor de ar sujo que se forma quando a luz do sol é misturada com substâncias no ar denominadas óxidos de nitrogênio. Em algumas cidades com muito smog, como a Cidade do México, o céu parece marrom e não azul.

Quando ar poluído entra nos nossos pulmões, ele pode dificultar a respiração, especialmente para pessoas muito jovens e muito idosas. Algumas cidades têm o ar tão poluído que as pessoas contraem doenças respiratórias, como a asma. Tem se afirmado, por exemplo, que respirar o ar de Mumbai, na Índia, equivale a fumar dez cigarros por dia.

O que podemos fazer para reduzir a poluição do ar?

É muito mais fácil evitar a poluição do ar do que limpá-lo. Aqui estão algumas coisas que podemos fazer diariamente para ajudar a reduzir a poluição do ar.

Chaminés de fábricas produzem muita poluição do ar. Embora não possamos controlar isso, podemos reunir-nos e pedir aos donos de fábricas que instalem equipamento que faça com que as suas máquinas trabalhem adequadamente e produzam menos poluição do ar. Podemos também pedir aos donos de fábricas que tentem não queimar tanto carvão e petróleo, pois a sua queima polui o ar.

Se você vive em uma cidade e tem carro, tente andar de ônibus, caminhar ou andar de bicicleta com mais frequência. Deixe seu carro em casa o máximo possível. Isso ajuda a manter o ar limpo. Quando você precisar usar o carro, compartilhe-o com vizinhos que vão para o mesmo destino e não dirija rápido demais. Você cria menos poluição do ar se mantiver sua velocidade em cerca de 90 km/h. Além disso, quando comprar gasolina, compre gasolina sem chumbo sempre que puder. A gasolina sem chumbo é melhor para o ar que a gasolina comum e também é menos perigosa para a sua saúde.

Se você for comprar um carro, lembre-se: carros menores são melhores que carros maiores e os carros mais novos são melhores que os mais antigos. Isso acontece porque os carros novos são fabricados para queimar melhor o combustível e causar menos poluição.

Além disso, se você queima combustível para aquecer sua casa, assegure-se de ter paredes grossas e janelas fortes e isoladas. Assim você pode manter o calor dentro da sua casa por mais tempo e usar menos combustível. Você pode também economizar combustível se cozinhar a sua comida em grandes quantidades. Isso também ajuda a reduzir a poluição do ar.

A poluição ácida e a poluição do ar são grandes problemas. Agora que sabemos o que causa essa poluição, é importante perguntar-nos sempre que sairmos para nossas atividades diárias: “se eu fizer isso, vou prejudicar o meio ambiente?” Se a resposta for sim, cabe a nós encontrar formas menos prejudiciais de fazer as coisas. Por isso, lembre-se do problema sério da poluição do ar, terra e água e faça o que puder para não piorar ainda mais.


Créditos:

Este roteiro foi escrito por Chris Szuskiewicz, escritor freelancer de Toronto, Canadá. Ele foi revisado por Charles Caccia, Membro do Parlamento, Canadá, e Presidente do Comitê Permanente da Câmara Baixa sobre Meio Ambiente; e Kevin Jardine, Ativista de Atmosfera e Energia do Greenpeace no Canadá.

Fontes de informação:

Global Warming and the Third World, edição 15, Tiempo, março de 1995.

The Changing Atmosphere, parte 4: Acid Rain & Air Pollution, Outreach, edição 59, 42 páginas. Outreach Teaching and Learning Center, 200 East Building, 239 Greene Street, Universidade de Nova Iorque, New York, NY 10003, Estados Unidos.

Acid Earth: The Global Threat of Acid Pollution, John McCormick, Earthscan Bulletin, Vol. 8, n° 5, dezembro de 1985, pág. 3. Instituto Internacional de Desenvolvimento e Meio Ambiente, Londres, Inglaterra.

Acid Rain, John McCormick, 1986, 32 páginas. Gloucester Press, Nova Iorque, Estados Unidos.

The World Watch Reader on Global Environmental Issues, You Are What You Breathe, Hilary F. French, 1991, pág. 97. W. W. Norton & Company, Inc., 500 Fifth Avenue, Nova Iorque NY, 10110, Estados Unidos.


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s