Folhas de confrei como fertilizante de batatas

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1° de março de 1992, como parte do pacote de informações n° 25.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-25/comfrey-leaves-as-potato-fertilizer/.


Observações para as emissoras:

A planta de confrei possui muitos usos. Ela pode ser usada como ração animal. As folhas podem também ser comidas pelas pessoas como erva ou vegetal verde. Ela é comumente utilizada para fins medicinais.

Folhas de confrei possuem alto teor de potássio e podem ser usadas como fertilizante para vegetais. Elas se decompõem rapidamente no solo, fazendo alimento rapidamente disponível para as plantas. Para fertilizar as batatas, algumas folhas de confrei são colocadas no fundo do fosso ou buraco de plantio, as batatas são colocadas sobre as folhas e o buraco é cheio com solo. Confrei é dificilmente removido depois de estabelecido e, por isso, deve ser plantado em um lugar onde seja desejado por muito tempo.


Roteiro:

Um homem na África do Sul aprendeu de um idoso da aldeia que as folhas de confrei são um bom fertilizante para suas batatas.

Um dia, Tabo estava trabalhando no seu jardim. Ele estava plantando batatas. Ele as estava plantando de formas diferentes para ver qual cresceria melhor. Depois dos seus animais, não havia nada de que Tabo gostasse mais do que trabalhar no seu jardim.

Tabo plantou algumas das batatas sem preparação; outras, ele plantou misturando esterco animal no solo antes do plantio; e outras, ele plantou misturando fertilizante que ele havia comprado do comerciante na cidade. Algumas batatas ele plantou colocando algumas folhas grandes de uma planta de confrei (Symphytum spp) abaixo delas em primeiro lugar. Ele simplesmente colocou algumas folhas de confrei no fundo do buraco de plantio, colocou as batatas sobre as folhas e encheu o buraco com solo. Um velho herbalista havia contado a ele este último artifício. Onde o velho herbalista aprendeu, isso ele não conta.

Enquanto Tabo estava ocupado trabalhando, veio o seu vizinho, Sipo. “O que você está plantando nesta época do ano?” perguntou Sipo. “Estou plantando pedras”, respondeu Tabo. “Que bobagem”, disse Sipo. “Você deve estar maluco. Deixe-me ver essas pedras.”

Tabo inclinou-se, pegou uma pequena pedra que estava perto das suas sementes de batata e atirou a pedra pela cerca para Sipo. “Venha aqui, homem”, disse Sipo. “Eu não acredito em você. Você não está plantando isso aqui. O que você tem naquele balde ali?”

Tabo deu muitas risadas. “Veja aqui. Estou plantando batatas. Os seus olhos não enxergam bem a esta hora da manhã?” Sipo atirou a pedra de volta para Tabo. Sipo mergulhou e a pedra passou por cima dele sem machucá-lo.

“E o que são essas folhas grandes ao lado daquelas batatas ali?” perguntou Sipo. “Aquilo”, disse Tabo com brilho nos olhos, “é fertilizante para minhas batatas”. “Ah, pare de me enganar”, disse Sipo. “Não estou brincando”, disse Tabo, “estou falando a verdade”. “Nunca vi fertilizante assim”, disse Sipo. “Onde você conseguiu isso?” “Consegui com Tata Nyawusa”, respondeu Tabo. “Eu não confiaria no que aquele velho diz”, disse Sipo. “Ele tinha as melhores batatas da aldeia ano passado”, disse Tabo. “Ele tem uma cobra, por isso as batatas dele crescem tanto”, disse Sipo. “Não, nada disso”, disse Tabo. “Ele não tem cobra nenhuma. Ele faz as batatas dele crescerem tanto usando essa planta que ele chama de confrei.” “Mas como você transforma confrei em fertilizante para batatas?” perguntou Sipo.

“Você pega cerca de dez folhas e as coloca no buraco sob as batatas”, respondeu Tabo. “Depois, você cobre as folhas e as batatas com solo”. “Onde você conseguiu as folhas de confrei?” perguntou Sipo. “Nas montanhas?” “Não”, disse Tabo. “Essa planta de confrei não cresce nas montanhas. Você precisa plantá-la em algum lugar no seu jardim.” “Onde você consegue sementes dessa planta?” perguntou Sipo. “Você compra no comerciante?” “Você não consegue comprar essa planta no comerciante da cidade”, disse Tabo. “O Criador fez essa planta para ajudar as pessoas, não para dar dinheiro para os comerciantes. É por isso que ela é chamada de planta grátis. Você encontra alguém que tenha essa planta e pede algumas raízes. Depois você parte as raízes em pequenos pedaços e cada pedaço de raiz é uma nova planta.”

“Mas funciona?” perguntou Sipo. “Experimente e veja você mesmo”, respondeu Tabo.


Créditos:

  • Autor: Harvey Harman.

Fontes de informação:

  •  Associação de Pesquisa Henry Doubleday, Ryton-on-Dunsmore, Coventry CV8 3LG, Reino Unido.
  •  Comfrey for gardeners and smallholders (1985), de Lawrence D. Hills, Associação de Pesquisa Henry Doubleday (veja o endereço acima).
  •  Comfrey; past, present and future (1976), de Lawrence D. Hills, Associação de Pesquisa Henry Doubleday (veja o endereço acima).

A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s