Preserve o solo em terrenos inclinados

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1° de abril de 1993, como parte do pacote de informações n° 28.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-28/save-soil-on-sloping-fields/.


Roteiro:

Conserve o solo em campos de milho inclinados cavando fossos ao longo do contorno e enchendo-os com caules de milho. Os fossos evitam que o solo seja levado pela chuva e o solo e os caules de milho fazem um composto que melhora a qualidade do solo. Este método também ajuda a controlar as larvas brancas.

A perda de solo é um problema para os agricultores que precisam cultivar produtos em terrenos inclinados. Os agricultores de uma cooperativa da Guatemala conhecem uma forma de conservar o solo onde eles plantam milho. É uma boa alternativa à queima de caules de milho depois da colheita. Este método impede que o solo seja levado pela chuva ao longo das colinas e melhora a qualidade do solo. Ele também ajuda a controlar as larvas brancas.

Depois da colheita de milho, marque os contornos da sua terra com estacas. Corte os caules de milho no campo. Coloque o milho em fileiras sobre a colina ao longo do contorno marcado. Empilhe-os para construir uma barreira com meio metro de altura. Cave um fosso acima da fileira de caules na colina. O fosso deverá ter 30 cm de profundade por 30 cm de largura e deverá correr em paralelo à fileira de caules. Coloque o solo que você cavar do fosso sobre os caules de milho empilhados.

Agora você tem um fosso longo que corre ao longo do contorno da sua terra. Abaixo dele, estende-se uma pilha longa e estreita de composto feito de caules de milho e solo.

Você pode também plantar uma barreira viva de grama ou árvores abaixo da pilha de caules de milho na colina.

À medida que o milho crescer durante a próxima estação de cultivo, o fosso ficará cheio de solo levado pela chuva sobre a colina. Mas o solo não vai ultrapassar o fosso. O fosso e a barreira de caules de milho evitarão que o solo seja levado pela chuva morro abaixo.

No final da próxima estação de cultivo, comece o processo novamente. Os fossos que você cavou na última estação vão estar agora cheios de solo. Empilhe os caules de milho a meio metro de altura, desta vez sobre o fosso da última estação. Depois cave um novo fosso acima dessa pilha de caules e coloque solo sobre os caules. Continue este processo estação após estação. O que você está fazendo é construir pequenos terraços em toda a encosta do morro.

Os membros dessa cooperativa na Guatemala estão usando este método porque ele preserva o solo nos seus campos. Ele conserva o solo porque impede o fluxo de solo morro abaixo. Além disso, à medida que os caules de milho se decompõem, eles agregam matéria orgânica ao solo. A matéria orgânica melhora o solo para a produção. E o solo misturado com os caules acelera a decomposição.

Outra boa consequência dessa técnica de conservação do solo é que ela ajuda a controlar as larvas brancas (larvas escarabeiformes), que são um grande problema na Guatemala. As larvas se alimentam dos caules de milho. Se você remover os caules, você retira a sua fonte de alimento. Os insetos vão seguir a sua comida e migrar para os caules empilhados. Eles vão depositar ali os seus ovos. E vão atacar os caules empilhados na fileira em vez da safra. No ano seguinte, um pouco de cal ou cinza polvilhada sobre os caules de milho mata as larvas antes da semeadura.


Créditos:

Este roteiro foi escrito por Jennifer Pittet, Editora Gerente, Rádio Rural Internacional. O roteiro é baseado em uma entrevista com Eugenio José Ixol Mus, agricultor da Guatemala.

A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s