A cooperativa de Parracana: agricultores e professores trabalhando em conjunto

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1° de julho de 1993, como parte do pacote de informações n° 29.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-29/the-parracana-cooperative-farmers-and-teachers-working-together/.


Observações para as emissoras:

Conteúdo: Os membros da cooperativa de Parracana em Sololá, na Guatemala, compartilham informações sobre preços de mercado antes de vender os seus produtos.

Obs.: a Cooperativa Agrícola Integrada de Parracana está localizada no Distrito de Chuchuxic, no Município de Santa Lúcia, Ututlán, Departamento de Sololá, na Guatemala. Ela foi formada em julho de 1987 para tentar ajudar a atender às necessidades dos agricultores da comunidade. A cooperativa também trabalha com projetos de reflorestamento e conservação do solo na região.


Roteiro:

Os agricultores de uma pequena comunidade de Sololá, na Guatemala, tinham um problema. Intermediários estavam oferecendo preços baixos, muitas vezes desleais, pela produção dos agricultores. Os agricultores muitas vezes aceitavam esses preços sem realmente saber o que era justo. Mais tarde, eles ouviam que os agricultores da aldeia ao lado estavam recebendo preço mais alto pelo mesmo produto. O problema eram as dificuldades enfrentadas pelos agricultores para obter as informações necessárias para fazer bons negócios.

Outro problema comum era a baixa demanda por alguns produtos. No começo da estação, os agricultores às vezes plantavam um campo inteiro ou até toda a terra com um produto; batatas, por exemplo. Depois, na época da colheita, eles descobriam que havia muito pouca demanda para aquele produto. Como ninguém queria, ele era vendido a preço baixo, com prejuízo para o agricultor.

A cooperativa de Parracana foi criada para ajudar a resolver esses problemas de comercialização. A comunidade reconheceu que eles necessitavam de mais informações sobre preços justos e a demanda pelos diferentes produtos. Eles acreditavam que, como grupo organizado, eles conseguiriam as informações de que precisavam para tomar decisões inteligentes sobre a venda dos seus produtos.

Como a cooperativa trabalha?

A cooperativa é uma colaboração entre agricultores e professores. Os professores têm experiência comercial e os agricultores detêm o conhecimento agrícola. Professores e agricultores contribuem com seus conhecimentos específicos, para que todos se beneficiem com o trabalho conjunto.

Os professores são responsáveis pela descoberta de bons mercados e bons preços antes da colheita. Eles viajam, telefonam e visitam as pessoas para conseguir todo tipo de informação sobre a demanda e os preços de mercado na Guatemala e nos países vizinhos. Eles descobrem, por exemplo, quais frutas, legumes e cereais têm mais demanda e quais preços deverão ser praticados. Quando têm as informações necessárias, eles as apresentam para os agricultores. Juntos, eles tomam decisões sobre onde vender e o que plantar. Os professores notificam os compradores e organizam a vinda deles diretamente para a aldeia em um dado horário para comprar de cooperados interessados. Este ano, por exemplo, eles encontraram bons preços para batatas em El Salvador e muitos membros da cooperativa venderam para aquele país.

Existem muitas vantagens nesse esforço cooperativo. Os agricultores têm acesso a informações de mercado sem precisar gastar muito tempo ou dinheiro. Quem faz a pesquisa são os professores, que geralmente detêm alguma experiência comercial. Todos discutem e tomam decisões juntos. Como grupo, eles são mais fortes para buscar bons mercados, pois os compradores são atraídos pela oportunidade de comprar em grandes quantidades. Por isso, trabalhando como grupo, eles têm mais poder e melhores chances de conseguir bons preços.

Os professores também estão satisfeitos com os resultados. Eles sabem que os agricultores são uma parte importante da comunidade. Se os agricultores se beneficiarem da cooperativa, o restante da comunidade também se beneficia.

Alguns cooperados ainda vendem individualmente. Eles não são obrigados a vender para qualquer pessoa específica. Mas, se eles quiserem, têm a oportunidade de tomar decisões com base nas pesquisas feitas para seu benefício. Mas a maior parte dos agricultores conclui que normalmente vale a pena vender para os mercados encontrados pelos professores. O importante é que essa colaboração forneça aos agricultores uma forma de ter acesso a importantes informações de mercado que não poderiam conseguir de outra forma.

Os agricultores da Cooperativa de Parracana agora se perguntam muitas questões úteis antes de decidirem qual produto plantar e onde vendê-lo. Essas questões são muito importantes para qualquer agricultor. Por exemplo:

  1. Quais preços outros agricultores da região conseguem pela produção?
  2. Quais são os preços de mercado nas cidades e nas aldeias?
  3. O que quer o consumidor? É importante pensar no que quer o consumidor, pois é ele que, ao final, irá pagar pelo produto. Os agricutores não querem trabalhar tanto por toda a estação para ter um produto que ninguém quer. Por isso, é importante procurar saber se há demanda por um certo produto e quais características são importantes. Por exemplo, o mercado local quer abacaxis grandes ou pequenos?

A Cooperativa de Parracana é um exemplo de esforço cooperativo. É claro que as cooperativas podem ser estabelecidas de diferentes formas para atender a uma série de necessidades. Os agricultores desta cooperativa não compartilham a terra nem os lucros. Eles cooperam compartilhando informações que os ajudam a conseguir melhores preços pelos produtos que se esforçaram para produzir.


Fontes de informação:

  • Entrevista com Eugenio José Ixol Mus, Cooperativa Agrícola de Parracana, Distrito de Chuchexic, Santa Lúcia, Ututlán, Departamento de Sololá, Guatemala.
  • Entrevista com Carlos Fausto, Coordenador Executivo do Projeto PRAUM, Projeto de Reflorestação de Árvores com Múltiplos Propósitos, Cidade da Guatemala, Guatemala.
  • Entrevista com David Arrivillaga, SHARE, Cidade da Guatemala, Guatemala.

A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s