Plantio de árvores (parte 4)

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1° de julho de 1985, como parte do pacote de informações n° 10.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-10/planting-trees-2/.


Observações para as emissoras:

Informações sobre este tema foram solicitadas por parceiros da Rádio Rural Internacional na Argentina, Bolívia, Brasil, Camarões, Colômbia, Dominica, Equador, Filipinas, Guatemala, Haiti, Índia, Maláui, Maldivas, Máli, Paraguai, Peru, Quênia, Senegal, Sri Lanka, Tailândia e Uruguai.

Apresentador: George Atkins

Entrevistados:

  • David Coyle, a/c Kantor Bappeda II, Watampone, Kubupaten Bone, Sulawesi Selatan, Indonésia
  • Andy Kenny, a/c Departamento de Biologia Ambiental, Universidade de Guelph, Guelph, Ontário, N1G 2W1, Canadá

Observações:

1. As informações sobre o uso de pedras plantas para o plantio de árvores em regiões secas vieram de Richard St. Barbe Baker, conservacionista de renome mundial, que trabalhou por muitos anos nas áreas mais secas do Quênia, Nigéria e outros países africanos. Ele escreveu vários livros sobre árvores, dois dos quais são Sahara Challenge e Sahara Conquest. Ele morreu em 1982 aos 93 anos de idade. Sua vida foi dedicada ao plantio de árvores e, nos seus escritos, ele compartilha com seus leitores sua filosofia e seu amor pelas árvores. Alguns dos seus livros são disponíveis por meio da Lorian Association, Department TMEN, 568 Grand Canyon Drive, Madison, Wisconsin 53719, Estados Unidos.

2. Outras informações sobre o uso de pedras para o plantio de árvores foram encontradas em:

  • Duas publicações disponíveis por meio da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), Via de Terme di Caracalla, 00100 Roma, Itália: Forest Tree Planting in Arid Zones, de A. Y. Goor e C. W. Barney, segunda edição, publicado por Ronald, pág. 243, e Les Methodes de Plantations Forestires en Zones Arides, publicação da FAO em francês, pág. 158.
  • Arboriculture, 1983, livro de Richard W. Harris, publicado pela Prentice Hall, Englewood Cliffs, Nova Jérsei, Estados Unidos, págs. 109, 267-269.

Roteiro:

Apresentador: Hoje vamos falar novamente sobre o plantio de árvores. Aqui está George Atkins.

Atkins: Se houver uma agência florestal na sua região que forneça árvores para plantio, eles dirão a você qual a melhor forma de plantar essas árvores. Mas, se você estiver cultivando suas próprias árvores jovens com sementes que você coletou e se estiver cultivando em recipientes no seu pequeno viveiro, como sugerimos no programa anterior, ouça com atenção. Temos agora informações sobre algumas coisas que você pode fazer para ajudar as suas árvores a terem um bom começo, crescendo bem até tornarem-se boas árvores saudáveis.

Primeiro, você deve preparar o lugar onde vai plantar as árvores – e lembre-se, você vai plantá-las depois do início da estação chuvosa. Aqui está o que o florestador Andy Kenny contou sobre isso.

Kenny: Se você tiver muita grama na sua região, deverá pegar uma enxada ou alguma outra ferramenta e limpar a grama e as ervas, com as raízes, até uma distância de um passo (um metro) em volta do ponto onde você vai plantar a árvore. Isso dará à árvore uma chance de crescer sem precisar competir com a grama e outras plantas em busca de alimentos, água e luz. Isso também irá afastar os animais pequenos que poderiam danificar a árvore comendo a sua casca.

Atkins: É melhor cavar os buracos de plantio antes do início da estação chuvosa. Desta forma, eles estarão bem úmidos no momento de começar o plantio. Cave buracos com cerca de trinta centímetros de profundidade e 45 centímetros de diâmetro. Enquanto você cava, coloque o solo superior em uma pilha de um lado do buraco e o solo mais de baixo em uma pilha do outro lado. É uma boa ideia soltar o solo no fundo do buraco, mas deixá-lo ali.

Se você tiver um pouco de composto ou esterco, poderá colocá-lo no fundo do buraco e misturar em seguida com um pouco daquele solo bom da pilha do solo superior até que o buraco esteja cheio pela metade. Assegure-se que o solo esteja úmido. Se não estiver, adicione água e deixe que ela penetre. O solo deverá estar úmido, mas não molhado, quando você estiver pronto para plantar a sua árvore. Perguntei a Andy Kenny como retirar as mudas do seu viveiro.

Kenny: Bem, você levaria as árvores dos seus recipientes direto para o local onde ela será plantada. Você não quer que as raízes sequem por completo.

Atkins: Mas o mais importante é manusear a muda com cuidado, porque você não deve prejudicar o solo em volta das raízes.

Se a sua muda etiver crescendo em um recipiente que irá apodrecer no solo, apenas faça uma fenda nos lados do recipiente de cima abaixo com uma faca. Você pode então plantar tudo no buraco de plantio. Se for um recipiente que não irá apodrecer, como um saco plástico, copo de bambu, casca de coco ou similar, remova-o cuidadosamente, sem desfazer a massa de solo em volta das raízes.

Coloque gentilmente a sua árvore, raízes, a massa de solo e tudo no meio do buraco de plantio. Enquanto você faz isso e preenche o solo em volta das raízes e da massa de solo, assegure-se de que a árvore não seja plantada muito fundo nem muito raso. É importante que seja a mesma profundidade em que ela estava crescendo no recipiente.

Quando você preencher em volta das raízes e da massa de solo, utilize primeiro o restante da pilha de solo superior que você cavou do buraco. Depois de usar tudo, empurre-o firmemente para baixo com as mãos em volta da massa de solo em que a sua muda está crescendo. Preencha em seguida o restante do buraco com o solo da outra pilha que você fez antes – o solo mais pobre que você cavou mais fundo no buraco.

Aqui estão mais alguns conselhos dos dois florestadores, Andy Kenny e David Coyle.

Kenny: Você precisa ter em mente que não deverá haver espaços de ar no solo que é colocado de volta no buraco com a árvore. Verifique se o solo está bem compactado com os seus pés antes de terminar e ir plantar a árvore seguinte.

Coyle: Depois de plantar a árvore, se você vive em uma região seca, é uma boa ideia construir uma borda de terra em volta da árvore ou do buraco de plantio cheio, para reter a água que cair da chuva.

Atkins: E aqui está uma dica valiosa. Se você colocar pedras planas sobre o solo que acabou de ser preenchido em volta da árvore, vai descobrir que, mesmo quando o solo da superfície secar, ele estará úmido embaixo dessas pedras – e as raízes da sua jovem muda precisam de umidade para começar a crescer.

Mas, e se você não tiver pedras planas como essas? Existe algo que você poderá fazer para ajudar a árvore a começar a crescer? Fiz essa pergunta a Andy Kenny. Valeria a pena colocar algum outro tipo de adubo verde, como grama ou folhas, sobre o solo nessa região?

Kenny: É uma boa ideia colocar em volta da árvore. Isso ajudará a manter as raízes frescas e evitar que a umidade desapareça no ar.

Atkins: Muito bem, então nós plantamos as nossas jovens árvores onde elas vão crescer. No próximo programa, vamos falar sobre o que podemos fazer por elas enquanto elas crescem.

Nós conversamos com Andy Kenny e David Coyle, dois agroflorestadores do Centro de Inovação das Indústrias Rurais em Kanye, Botsuana.

Para Agricultura, a Indústria Básica, sou George Atkins.


Fontes de informação:

  1. Senelaa, The Gambian Fieldworkers Magazine, n° 30, julho de 1983, publicada pelo Ministério da Agricultura e Recursos Naturais, Yundum, Gâmbia. O artigo dessa edição foi Tree Planting, de Chris Lindberg. Dele extraímos muitas informações úteis. Ele nos foi enviado por um dos parceiros da Rádio Rural Internacional em Gâmbia, o Chefe de Extensão Rural.
  2. A Guide to Successful Tree Growing, publicado pelo Ministério da Agricultura e Recursos Naturais, Departamento de Florestas, P. O. Box 30048, Capital City, Lilongwe 3, Maláui. Ele foi enviado pelo parceiro da Rádio Rural Internacional McKey Mphepo.
  3. What’s a Tree For? (13 págs.) e How to Plant Your Seedling Tree (2 págs.), publicados pelo Departamento de Florestas, Suva, Fiji, enviados pelo parceiro da Rádio Rural Internacional Gyan Chand.
  4. People’s Workbook (560 páginas), publicado pela Agência Ambiental e de Desenvolvimento (EDA), Box 62054, Marshalltown, 2107 Joanesburgo, África do Sul.
  5. Indicaciones Generales Sobre Plantaciones Forestales (14 páginas), de Luis Venegas Tobar, publicado pelo Instituto Nacional de Recursos Naturais Renováveis e do Ambiente (INDERENA), Ministério da Agricultura, Carrera 10 n° 20-30, Bogotá, D. E., Colômbia.
  6. World Neighbours in Action, Vol. 9, n° 2E, Tópico: Reforestation (8 páginas), publicado pela World Neighbors, 4116 North Portland Avenue, Oklahoma City, Oklahoma 73112, Estados Unidos.
  7. Roteiros de filmes da World Neighbours: We Need Trees (quatro páginas); Trees, Land and People (15 páginas): Parte 1 – Trees as a Farm Crop; Parte 2 – Trees from Seedbed to Harvest.Vide o endereço na referência 6 acima.
  8. Techniques and Plants for Tropical Subsistence Farms (56 páginas), Trees, págs. 33-39, de Franklin W. Martin e Ruth M. Ruberte, Agricultural Reviews and Manuals, ARM-S-8, julho de 1980, Departamento de Agricultura dos Estados Unidos, Administração de Ciência e Educação, Washington DC 20250, Estados Unidos.
  9. Appropriate Technology, Vol. 11, nº 4, março de 1985, págs. 26 e 27, Appropriate Forestry for Smallholders, de Alistair Fraser. Disponível por meio da IT Publications Ltd., 9 King St., Londres WC2E 8HW, Grã-Bretanha.

Fontes adicionais de informações:

  1. Reforestation in Arid Lands (248 páginas), de V. C. Palmer, disponível por meio de Voluntários em Assistência Técnica (V.I.T.A.), 1815 North Lynn Street, Suite 200, P. O. Box 12438, Arlington, Virgínia 22209, Estados Unidos. Também disponível por meio da Peace Corps, Information Collection and Exchange, Office of Program Development, 806 Connecticut Avenue, N.W., Washington DC 20526, Estados Unidos.
  2. Firewood Crops: Shrub and Tree Species for Energy Production, Vols. 1 (236 páginas) e 2 (92 páginas), publicado pela Academia Nacional de Ciências, disponível por meio de BOSTID (JH-217D), National Research Council, 2101 Constitution Avenue, Washington DC 20418, Estados Unidos.
  3. Environmentally Sound Small-Scale Forestry Projects – Guidelines for Planning (108 páginas), publicado pela CODEL, Environment and Development Program, 79 Madison Avenue, Nova Iorque 10016, Estados Unidos; também publicado e disponível por meio de Voluntários em Assistência Técnica (V.I.T.A.), 1815 North Lynn Street, Suite 200, Arlington, Virgínia 22209, Estados Unidos.
  4. Manual of Reforestation and Erosion Control for the Philippines (569 páginas), Série GTZ n° 22, compilado por H. J. Weidelt, publicado pela Agência Alemã de Cooperação Técnica (GTZ), P. O. Box 5180, Dag-Hammarskjold-Weg 1, D-6236 Eschborn, Alemanha.

A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s