Agricultor usa boas práticas de armazenagem de inhame e melhora sua vida

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 24 de fevereiro de 2016, como parte do pacote de roteiros Barza.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/barza-scripts/farmer-uses-good-yam-storage-practices-and-improves-his-life/.


 

Observações para as emissoras:

Inhame é um dos alimentos mais populares em todo o mundo. Ele é alimento básico em muitos países. Na África subsaariana, inhame é um tesouro da agricultura. Ele desempenha papel importante na nutrição e no bem estar econômico dos povos rurais.

Mas a armazenagem do inhame pode ser difícil. De fato, por ser vulnerável às pragas, o inhame sofre perdas significativas. Para garantir que as famílias tenham o suficiente para comer e aumentar a renda dos agricultores, é urgente encontrar e promover a administração pós-colheita do inhame, para que o produto possa ficar disponível por muito mais tempo depois da colheita.

O roteiro abaixo conta a história de um agricultor que mudou a sua vida adotando boas práticas de armazenagem de inhame. Ele também é influência positiva para outros agricultores. Estes métodos de armazenagem podem ser implementados por agricultores para reduzir perdas pós-colheita e maximizar a sua renda.

Este roteiro é baseado em entrevistas reais. Você poderá utilizá-lo como inspiração para pesquisar e escrever um roteiro sobre um tema similar na sua região. Ou você poderá decidir produzir este roteiro na sua emissora, utilizando radioatores para representar as pessoas. Se o fizer, não se esqueça de dizer aos seus ouvintes no início do programa que as vozes são de atores e não das pessoas originalmente envolvidas nas entrevistas.


Roteiro:

Personagens:

  • Apresentador.
  • Repórter.
  • Adjèxwé, agricultor inovador.
  • Primeiro agricultor, Agossou.
  • Segundo agricultor, Gbiglo.

Sobe vinheta de abertura do programa e cai, ficando sob a voz do apresentador

Apresentador: Olá, ouvinte! No programa de hoje, vamos falar sobre boas práticas de armazenagem de inhame. Para isso, convido você a ouvir um agricultor que armazena muito bem o seu inhame por muito tempo, permitindo aumentar a sua renda. Ele explica para o nosso repórter o segredo do seu sucesso.

Canto de pássaros e ruídos diversos da natureza. Diminuem e permanecem sob a voz do agricultor

Adjèxwé: Meu nome é Adjèxwé. Sou um produtor de inhame em Tchogodo, aldeia em Savalou, no centro de Benin. Sou casado e tenho doze filhos. Minhas duas esposas estão ali, trabalhando nos campos.

Repórter: Estou vendo que o seu campo de inhame é muito grande. Parece que o sr. gosta muito mais de plantar inhame que outros produtos. É porque o cultivo de inhame é mais fácil que os outros produtos?

Adjèxwé: Não, não é tão fácil! O inhame é difícil de cultivar e armazenar, mas é mais lucrativo se você tiver cuidado.

Repórter: Lucrativo porque é vendido a preço mais alto que os outros produtos?

Adjèxwé: Sim, o preço do inhame sobe poucos meses depois da colheita.

Repórter: Por que o inhame é mais caro nessa época?

Adjèxwé: O inhame que é mal armazenado estraga com rapidez. Muitos agricultores, com medo de perdê-lo, preferem vender o inhame logo depois da colheita. Por isso, a quantidade de tubérculos de boa qualidade oferecidos no mercado cai pouco depois da colheita e muitas vezes há falta do produto. Com alta demanda e pouca oferta, o preço do inhame sobe significativamente antes da nova colheita.

Repórter: Embora o inhame seja de difícil armazenagem, o sr. cultiva inhame em grande escala. O sr. armazena para vender a preço mais alto ou vende a preço baixo logo depois da colheita?

Adjèxwé: Antigamente, eu não conseguia armazenar o inhame adequadamente, então costumava vender a preço muito baixo logo depois da colheita. Realmente não era bom negócio porque eu perdia dinheiro. Eu trabalhava muito no sol e na chuva para manter o campo de inhame. Investia nele muito dinheiro. Na época da colheita, eu costumava vender o inhame a preço muito baixo. Era um grande prejuízo! E eu não conseguia atender às necessidades da minha família.

Repórter: E agora?

Adjèxwé: Você sabe que a primeira preocupação do agricultor é encontrar soluções para os nossos problemas, para aumentar a nossa renda. Então, quando más condições do tempo afetavam a minha renda, eu começava a experimentar práticas diferentes. Lentamente mas com segurança, acabei descobrindo que várias boas práticas deveriam ser utilizadas em combinação.

Repórter: Quais práticas? Conte-nos, Sr. Adjèxwé.

Adjèxwé: Entre outras coisas, uso uma cabana de armazenagem com prateleiras.

Repórter: Para que serve a cabana com prateleiras?

Adjèxwé: A cabana com prateleiras me ajuda a armazenar inhame. Antes de construir esta cabana, primeiro procurei um lugar plano, como você pode ver aqui. O local que abrigará essa cabana de armazenagem deve ser plano e levemente elevado.

Repórter: Por que o local deve ser plano e elevado?

Adjèxwé: Isso serve para evitar cheias e erosão em períodos chuvosos.

Repórter: Depois de escolher o local, o que mais o sr. fez?

Adjèxwé: Eu construí as paredes da cabana com tijolos de barro. A cabana pode ser retangular ou circular. Como você pode ver, a minha é retangular. Depois cobri o teto da cabana com palha. Vamos entrar pela porta de entrada (alguns segundos de silêncio, depois som de passos). Como você pode ver, eu construí prateleiras de madeira ao longo das paredes. Há três níveis.

Repórter: Quais são as dimensões desta cabana?

Adjèxwé: A cabana tem seis metros de comprimento, quatro de largura e quase dois metros de altura. Cada prateleira tem certa de 75 cm de altura. A cabana tem três prateleiras. As prateleiras estão a quase um metro de distância entre si.

Repórter: Qual a função dessas aberturas na parede?

Adjèxwé: Elas trazem ar fresco para a sala de armazenagem. Cada uma dessas aberturas de ventilação tem quinze centímetros de largura e quinze centímetros de altura e é coberta com uma rede para evitar a entrada de roedores. Isso ajuda a manter baixa a temperatura. É necessário fazer aberturas de ventilação em volta de toda a cabana, nas paredes laterais, a um metro de distância entre si.

Repórter: Depois de construir a cabana, o que mais o sr. faz para garantir boa armazenagem?

Adjèxwé: Depois de construir a cabana com prateleiras, tomo muito cuidado com os tubérculos de inhame que quero armazenar.

Repórter: De que forma?

Adjèxwé: Eu colho os tubérculos assim que as folhas amarelam completamente. Isso reduz os danos causados pelas doenças ou pragas no campo. Eu também evito raspar os tubérculos durante a colheita. Eu sistematicamente separo todos os tubérculos danificados. Minha família e eu os comemos. Assim, armazeno apenas o inhame em bom estado.

Dentro da cabana, coloco os tubérculos sobre as prateleiras, para facilitar a remoção de brotos potenciais assim que eles aparecerem. Eu separo os tubérculos grandes e pequenos. Coloco os inhames pequenos em lotes de cem quilos e os tubérculos grandes em lotes de 250 kg. Eu não misturo tubérculos de variedades diferentes. Cuido para que cada lote tenha tubérculos da mesma variedade.

Repórter: Quais outras práticas o sr. segue para aumentar a produção e a armazenagem?

Adjèxwé: Sim. Os cuidados com inhame começam bem antes do plantio. Primeiro de tudo, antes de plantar o inhame, eu seleciono apenas inhames saudáveis. Essas sementes devem vir de tubérculos com tamanho médio e formato regular. Depois da seleção das sementes, eu planto em solo fértil que não esteja infestado com pequenos vermes chamados de nematoides, cupins ou outras pragas que possam danificar os tubérculos. Para evitar a infestação do solo por nematoides, eu cultivo inhame em rotação com grão-de-bico, amendoim e milho.

Repórter: Depois de tomar essas precauções, o sr. tem boa colheita no final?

Adjèxwé: Sim, claro! Antes de colocar o inhame colhido sobre as prateleiras, eu polvilho um pouco de cinza de cozinha sobre as prateleiras. Primeiro eu peneiro a cinza através de uma lata de leite ou de tomate vazia perfurada. Eu uso essa cinza para cobrir o inhame.

Repórter: Qual é o papel da cinza de cozinha?

Adjèxwé: A cinza de cozinha protege contra as pragas. O cheiro e o sabor da cinza evita que roedores ataquem o inhame armazenado.

Repórter: Perfeito! Depois de tomar todas essas precauções, o sr. pode armazenar os tubérculos por quanto tempo?

Adjèxwé: Entre uma colheita e a próxima, o que dá cerca de dez meses.

Repórter: E quando o sr. combinou todas essas boas práticas, funcionou?

Adjèxwé: Sim, foi muito bom! Consegui uma boa melhoria. Não havia mais inhame estragando na minha área de armazenagem. Os roedores não conseguem mais causar danos ao meu inhame. Estas práticas me permitem armazenar inhame por pelo menos dez meses. Desde essa época, continuei com essas boas práticas de armazenagem.

Repórter: Isso aumentou a sua renda?

Adjèxwé: Claro! Graças a este sistema de armazenagem, posso vender meu inhame quando o preço sobe. Nesse período, há pouca oferta de inhame. Assim posso beneficiar-me muito do sistema de armazenagem, o que me permite atender melhor às necessidades vitais da minha família.

Consigo ter dinheiro para pagar as mensalidades escolares dos meus filhos. Eles podem ser atendidos pelo médico quando ficam doentes. Graças a essas melhorias, reconstruí minha casa com tijolos. Eu cobri a casa com folhas metálicas. Também comprei esta motocicleta para transporte pessoal. Esses benefícios que consegui motivam os outros agricultores da aldeia e eles estão começando a adotar boas práticas de armazenagem de inhame.

Repórter: Muitos agricultores da aldeia são inspirados pela experiência de Adjèxwé e estão começando a adotar boas práticas de armazenagem de inhame como Adjèxwé. Um desses agricultores está bem aqui. O seu nome é Agossou. Ele explica por quê decidiu desistir dos outros métodos de armazenagem de inhame e seguir as práticas de Adjèxwé.

Agossou: Existem muitos métodos de armazenagem. Os agricultores às vezes armazenam inhame em vários tipos de silos ou o empilha no campo. Mas esses métodos não protegem efetivamente os tubérculos contra perdas. Com esses métodos, é difícil e às vezes impossível monitorar continuamente os tubérculos durante a sua armazenagem. Por isso, somente depois de remover o inhame da armazenagem, você observa os danos.

Repórter: Mas, com a cabana com prateleiras, fica fácil para o sr. inspecionar e administrar o seu inhame, não é mesmo?

Agossou: Claro que sim! É exatamente por isso que vim ver Adjèxwé e pedir seu conselho para melhorar a construção da minha cabana com prateleiras.

Repórter: Além de Agossou, existe outro agricultor que tem alguma experiência com a adoção de boas práticas de armazenagem de inhame. O seu nome é Gbiglo. Seguindo o conselho de Adjèxwé, ele conseguiu lucro com sua colheita. Ele explica por quê é necessário inspecionar regularmente a cabana com prateleiras.

Gbiglo: A inspeção permite que o agricultor controle o estado do teto da cabana e verifique se algum inhame começou a estragar. Se houver inhame estragado, você deverá removê-lo imediatamente para evitar contaminação. Você deve também remover tubérculos parcialmente danificados e os brotos antes de atingirem 50 centímetros de comprimento. A inspeção regular é uma oportunidade de manter a boa higiene no interior da cabana.

Durante a inspeção, você deverá limpar o interior da cabana e a área perto da cabana. As ervas daninhas são reunidas e varridas. Se necesário, pode-se construir trincheiras de drenagem em volta da cabana, a fim de evitar erosão ou cheias durante a estação chuvosa.

Repórter: Com que frequência o sr. faz essa inspeção?

Gbiglo: A cada duas semanas.

Repórter: Não é difícil para o sr. fazer tudo isso só para armazenar inhame?

Gbiglo: É mesmo difícil, mas vale a pena usar um sistema de armazenagem que seja projetado para ampliar o período de venda de inhame. Isso permite aumentar minha renda oferecendo inhame saudável pelo máximo de tempo possível.

Sobe vinheta de encerramento, que permanece sob a voz do apresentador

Apresentador: Caro amigo agricultor, você também pode usar boas práticas de armazenagem de inhame, como o Sr. Adjèxwé e os agricultores de Tchogodo. Aplique essas boas práticas com atenção para cuidar do seu inhame ao longo de todo o ano. Assim você poderá vendê-lo quando o preço estiver alto. Isso ajudará a aumentar a sua renda.

Com isso, chegamos ao fim do programa de hoje. Obrigado pela audiência. Até a próxima.


Créditos:

Contribuição de Felix Houinsou, apresentador de programa agrícola, Rádio Immaculée Conception, Benin, parceira da Rádio Rural Internacional.

Revisão: Peter Golob, consultor em pós-colheita.

Fontes de informação:

Entrevista com o Sr. Adjèxwé, agricultor residente em Savalou, no centro de Benin, 26 de setembro de 2010.

Deutsche Gesellschaft für Technische Zusammenarbeit (GTZ), 1999. Stockage de l’Igname axé sur les besoins du marché, GTZ. http://www.fao.org/inpho/content/documents/vlibrary/move_rep/x0292f/X0292f00.htm.

Mathias Kpanou, sem data. Conservation des tubercules d’igname. http://www.runetwork.de/html/fr/index.html?article_id=2631.


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s