Visita à Fazenda Walk Softly

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1º de agosto de 1992, como parte do pacote de informações n° 26.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-26/a-visit-to-walk-softly-farm/.


 

Observações para as emissoras:

Conteúdo:  Na Fazenda Walk Softly, Nancy e Harvey Harman cultivam quatro vezes mais vegetais por hectare que a maioria dos produtores.  Eles agregaram muito composto e esterco aos seus leitos de vegetais elevados.  Eles mantêm cada espaço no jardim plantado a todo tempo e cultivam trepadeiras em cercas e estacas para economizar espaço.

Observações, clima e solo na Fazenda Walk Softly: 

Altitude:  135 metros acima do nível do mar.

Nível de chuva:   1200 mm por ano (estação das chuvas completa).

Temperatura máxima:  40 °C.

Temperatura mínima:   -15 °C

Estação de cultivo livre de geada:  15 de abril a 15 de outubro (180 dias).

Tipo de solo:  argila pesada e argila arenosa.

Profundidade do solo superior:  15-25 centímetros.

Profundidade do subsolo:  um metro.

Vegetação natural:  floresta caducifólia.


Roteiro:

Hoje vamos visitar uma fazenda mais eficiente que a média. Harvey e Nancy Harman cultivam legumes, frutas e flores na Fazenda Walk Softly. Em menos de um hectare, eles produzem vegetais suficientes para eles próprios e para vender para outras 25 famílias. Eles cultivam pelo menos quatro vezes mais vegetais que a maioria dos outros agricultores no mesmo pedaço de terra.

A fazenda de Harvey e Nancy fica na Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Mas a inspiração para a fazenda veio do trabalho com agricultores na África por cinco anos. Lá os Harmans viram o que os seus vizinhos estavam fazendo com tão poucos recursos. Os seus amigos africanos foram seus professores.

Os Harmans têm dois hectares e meio de terra e usam ferramentas manuais simples para fazer o trabalho. Eles coletam água da chuva para irrigação dos telhados da casa e abrigos e em várias lagoas pequenas em volta da fazenda. E eles têm uma forma interessante de vender os seus produtos por meio de um sistema chamado Agricultura Sustentada pela Comunidade.

Estamos na primavera e os Harmans já plantaram meio hectare de vegetais. Um dos seus objetivos é obter o máximo de cada pedaço de terra. Os Harmans cultivam vegetais em canteiros elevados, por exemplo, para poderem manter as plantas mais juntas. Eles preparam os canteiros elevados cavando e soltando o solo até o fundo. Eles misturam o solo com composto. Os canteiros elevam-se acima do nível do solo, pois os Harmans soltaram o solo e adicionaram muita matéria orgânica. No solo solto dos canteiros elevados, o ar circula bem, há menos chance de encharcamento e as raízes absorvem os nutrientes com mais facilidade. Assim as plantas podem ficar perto umas das outras. Os canteiros elevados atravessam a inclinação do jardim, sobre o contorno, de forma que a água da chuva permaneça no solo, sem cair pela inclinação.

Os Harmans mantêm todos os espaços do jardim plantados todo o tempo. Quando um vegetal é colhido, eles plantam outro. Às vezes, o segundo vegetal é plantado quando o primeiro ainda está no jardim. Assim, o primeiro vegetal faz sombra e protege a planta nova. Depois, quando o primeiro vegetal é colhido, o segundo vegetal já está bem estabelecido para tomar o seu lugar. Os Harmans plantam ervilhas no tempo fresco, por exemplo. Quando as ervilhas estão maduras, eles plantam mudas de tomate entre as ervilhas. Quando as ervilhas morrem, os tomates crescem e tomam o lugar delas. Mantendo todas as partes do jardim cheias de vegetais e plantando uma safra nova enquanto a antiga está amadurecendo, os Harmans cultivam de três a oito safras de vegetais no mesmo pedaço de terra todos os anos. O número de safras depende do tipo de vegetal cultivado. Algumas safras levam mais tempo que outras para amadurecer.

Os Harmans também cultivam muitos produtos em um pequeno pedaço de terra cultivando as plantas para cima e não para os lados. Todas as plantas que podem ser trepadeiras são forçadas a subir sobre cercas, gaiolas de arame ou estacas. Plantas trepadeiras incluem tomates, pepinos, feijões e ervilhas. As safras que crescem para cima e não para os lados têm colheita mais fácil, ocupam menos espaço e a fruta normalmente amadurece melhor, sem muito desperdício. Elas também fornecem sombra para as plantas próximas. Essa sombra é bem-vinda para as plantas vizinhas, especialmente durante os verões quentes. Ela também permite o plantio durante o verão de safras de tempo mais fresco, como folhas para saladas, e significa menos irrigação, pois o solo e as plantas ficam mais frescos. Abóboras e morangas crescem nos cantos do jardim. Assim elas têm espaço para espalhar-se entre os canteiros sem ocupar espaço no jardim.

Os Harmans aplicam o máximo possível de composto e outros matriais orgânicos quando cavam os canteiros elevados. Harvey agrega pelo menos um carrinho de mão de composto para cada meio metro de canteiro. Ou ele adiciona dois carrinhos de mão de matéria orgânica não compostada misturada com esterco. Muitas fontes de matéria orgânica servirão: feno velho, esterco, ervas e serragem envelhecida por vários anos. Na África, os Harmans utilizavam palha velha removida das cabanas quando a palha era substituída. Normalmente, esse material teria sido queimado. Toda essa matéria orgânica dá ao solo uma textura maravilhosa, agrega nutrientes para as plantas e ajuda o solo a reter água.

Os Harmans cuidam da sua fazenda como uma cooperativa de Agricultura Sustentada pela Comunidade. Os membros da cooperativa pagam uma parte dos custos da produção de alimentos antes do início da estação de cultivo. Assim, os Harmans têm dinheiro no início da estação para ajudar a começar e cobrir os custos. Quando cada safra está pronta, os membros vêm colher a sua parcela de frutas e legumes. Os membros recebem produtos frescos e os Harmans sabem que têm mercado para tudo o que plantarem.


Créditos:

Harvey e Nancy Harman trabalharam como trabalhadores do desenvolvimento comunitário na África do Sul por vários anos.  Eles agora plantam em Bear Creek, na Carolina do Norte (Estados Unidos).

Fontes de informação:

Para mais informações sobre a Agricultura Sustentada pela Comunidade: Agricultura Sustentada pela Comunidade da América do Norte, 2001 L Street N. W., Suite 801A, Washington DC 20036, Estados Unidos. Associação de Agricultura e Jardinagem Biodinâmica, Caixa Postal 550, Kimberton, Pensilvânia 19442, Estados Unidos.

A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s