Proteja os grãos armazenados contra insetos

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1º de abril de 1993, como parte do pacote de informações n° 28.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-28/protect-stored-beans-from-weevils/.


 

Observações para as emissoras:

Conteúdo:  Você pode proteger o feijão contra insetos misturando cinza seca, pimenta ou óleo vegetal ao feijão armazenado.

Apêndice: identificação e ciclo de vida do gorgulho do feijão.

Ovos:  os ovos de Acanthoscelides obtectus são como pequenos grãos de arroz, tão pequenos que você mal consegue vê-los.  As fêmeas põem os ovos dentro da vagem do feijão quando ele está secando no campo; elas também põem ovos entre feijões armazenados. Os ovos de Zabrotes subfsciatus podem ser encontrados aderidos a feijão armazenado em locais de clima quente.

Larvas:   essas larvas furam e penetram no topo da semente através de um buraco tão minúsculo que só pode ser visto no microscópio.  As larvas não têm pernas.  Sua cor é branca com cabeça marrom e ela passa por quatro estágios de desenvolvimento, alimentando-se no interior da semente.

Pupas: o gorgulho do feijão transforma-se em pupa no interior da semente, deixando um buraco de saída circular coberto no topo; o adulto deixará a semente através dessa “janela”.  A pupa possui coloração branca.

Adultos:   os adultos deixam a semente, acasalam-se e, em seguida, as fêmeas começam a por ovos; geralmente, elas não se alimentam.  Acanthoscelides obtectus adultos medem de dois a três milímetros de comprimento e são marrons acinzentados, com faixas claras e escuras.  As fêmeas põem cerca de sessenta ovos.  Este inseto prefere viver em zonas temperadas (24 °C) e a mais de 600 metros acima do nível do mar.  Os adultos de Zabrtoes subfsciatus são um pouco menores, marrons e põem cerca de 35 ovos aderidos ao feijão.  Eles vivem e crescem bem em climas quentes (32 °C).


Roteiro:

Vamos falar hoje sobre algumas formas de evitar que o gorgulho do feijão danifique o feijão armazenado. Vamos falar sobre a adição de cinzas ou óleo vegetal ao feijão armazenado.

A primeira etapa é determinar se é ou não necessário usar controle de pragas. Em outras palavras, você precisa decidir se há ou não insetos suficientes no feijão armazenado para justificar o seu controle. Para descobrir, separe vários punhados de feijão do restante dos feijões. Deste lote de meio quilo, conte cem feijões. Procure orifícios redondos minúsculos com cerca de dois milímetros feitos pelas larvas do inseto. Repita este processo algumas vezes. Se quatro em cada cem feijões que você contar tiverem esses pequenos orifícios, você precisará usar algum tipo de controle. Danos menores, ou seja, menos de 4%, não causarão redução significativa da germinação, qualidade do alimento ou preço de mercado.

Depois de decidir que há danos suficientes que justifiquem o controle dos insetos, aqui está o que você pode fazer.

Entre os feijões, existem espaços onde os gorgulhos se movem. Se você preencher esses espaços com cinza fina e seca (quanto mais fina, melhor), será mais difícil a sobrevivência dos insetos. Misture uma parte de cinza para cada cinco partes de grãos. Em outras palavras, se você estiver armazenando 5 kg de feijão, agregue 1 kg de cinza. Os insetos que tentarem mover-se entre os feijões irão raspar ou cortar seus corpos sobre as cinzas. Eles perdem umidade através dos cortes, ficam desidratados e morrem.

Algumas pessoas na Guatemala também usam pimentas moídas secas. Eles adicionam um por cento de pimenta aos grãos armazenados. Em outras palavras, eles adicionam dez gramas de pimentas moídas secas a 1 kg de grãos. Isso funciona bem se você conseguir as pimentas de forma fácil e barata. Lembre-se de que os materiais que você usar, cinzas ou pimentas, deverão ser muito finos e secos.

Óleo vegetal pode também ser utilizado para proteger grãos armazenados contra insetos. O óleo bloqueia os poros de respiração dos insetos e eles não podem respirar. Por isso, eles morrem.

Adicione 50 mililitros de óleo vegetal a 11 kg de feijão seco. Misture bem e armazene em um lugar fresco. Se você não tiver muito óleo, pode usar metade de óleo e metade de água. Se você usar este método com feijão para plantio, tome muito cuidado para não usar mais de 50 mililitros para cada 11 kg de feijão. Caso contrário, o óleo pode também danificar os poros do feijão e eles não darão boas sementes.


Créditos:

As informações deste roteiro são da ALTERTEC.  ALTERTEC é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que trabalha com agricultores para promover sistemas de agricultura ecológica integrados.

Fontes de informação:

Identification and Life Cycle of Bean Weevil (Acanthoscelides obtectus and zabrotes subfsciatus) (de Manejo integrado de plagas insectiles (1992, 95 págs.), publicado por ALTERTEC, 2a Calle 10-14, Zona 1, Cidade da Guatemala, GUATEMALA).

Entrevista com Hermógenes Castillo, pesquisador agrônomo, ALTERTEC, 2a Calle 10-14, Zona 1, Cidade da Guatemala, GUATEMALA.

Manejo integrado de plagas insectiles (1992, 95 págs.), publicado por ALTERTEC, 2a Calle 10-14, Zona 1, Cidade da Guatemala, GUATEMALA.


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s