Jardinagem em trincheiras para terras secas

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1º de janeiro de 1985, como parte do pacote de informações n° 9.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-9/trench-bed-gardening-for-drylands/.


 

Observações para as emissoras:

Informações sobre agricultura em terrenos secos, conservação de água e fertilidade do solo foram solicitadas pelos parceiros da Farm Radio International em Bangladesh, Chile, Costa Rica, Filipinas, Guatemala, Iêmen, Índia, México, Nigéria, Papua-Nova Guiné, Paraguai, República Dominicana, Trinidad e Venezuela.

Roteiro:

Nós aqui na rádio somos parte de uma rede mundial de informações que reúne informações sobre agricultura de países em desenvolvimento em todo o mundo. É a Rede de Rádios Agrícolas para Países em Desenvolvimento, financiada pela Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional, Massey-Ferguson e a Universidade de Guelph.

Por meio dessa rede, nós trazemos para você informações sobre formas de aumentar o fornecimento de alimento para a sua família ou para venda – formas que outros agricultores utilizaram com sucesso.

Hoje vamos falar sobre uma forma de cultivo de boas safras, mesmo em clima seco. Aqui está George Atkins.

Atkins: O solo onde você cultiva suas plantas fica duro e seco quando a chuva é escassa ou inexistente? É difícil cultivar legumes porque você não tem água adicional para aplicar sobre eles e ajudá-los a crescer? Vou contar como alguns agricultores com esses problemas cultivam jardins muito bons, mesmo na estação seca.

É claro que há muita umidade durante a estação das chuvas e, nessa época, quando há muita chuva, eles fazem algo especial par reter a umidade embaixo da terra para sua produção após o início da estação seca.

Eles fazem assim: eles cavam uma trincheira profunda e a enchem com camadas alternadas de solo e matéria orgânica. A matéria orgânica que eles usam é grama, esterco, restos de cozinha e outras coisas que apodrecerão ou irão se decompor. Depois de colocar toda essa matéria orgânica e solo na trincheira, eles agora têm um monte comprido onde estava a trincheira. Eles plantam em seguida no solo no alto do monte.

Quando chove, a matéria orgânica na trincheira absorve a água e a retém por muito tempo. Desta forma, as plantas podem crescer mesmo na estação seca, usando a umidade armazenada na trincheira.

Ao mesmo tempo, à medida que a matéria orgânica se decompõe na trincheira, ela agrega bom alimento para as plantas para o solo – por isso, a trincheira também é útil como forma de aumentar a fertilidade do solo.

Embora algumas pessoas construam trincheiras muito rasas, as trincheiras mais profundas realmente são melhores em locais onde o solo é pobre ou muito seco. Uma trincheira profunda pode ser utilizada por vários motivos. Ela pode ter qualquer comprimento; depende apenas da quantidade de espaço de que você precisa para os produtos que irá cultivar. Na primeira vez em que tentar fazer um jardim com leito de trincheira, não faça muito grande.

É importante que o solo e a matéria orgânica no seu leito fiquem soltos, para que toda a água da chuva que caia seja absorvida direto no leito. Por isso, você nunca deve pisar no leito. Agora, para que você não precise pisar no leito, de forma que você possa atingir facilmente o centro de qualquer um dos lados para o plantio, retirada de ervas daninhas ou para a colheita, a largura deverá ser de não mais de dois metros.

Se a terra onde você cultivar os produtos for inclinada ou montanhosa, mesmo se a inclinação for suave, assegure-se de cavar a sua trincheira ao longo do contorno, ou seja, ao longo da inclinação, não para cima nem para baixo.

Cave a sua trincheira a um metro de profundidade; esta é uma boa profundidade para a sua trincheira. Se isso for impossível, ela poderá ser mais rasa. Se parte do solo que você cavar for melhor que o restante, é uma boa ideia empilhar o solo melhor separado do solo mais pobre. Posteriormente, ao encher a trincheira com diferentes camadas de matéria orgânica e solo, você pode colocar parte do solo mais pobre nas camadas inferiores e todo o solo melhor nas camadas superiores. Além disso, se o leito de fronteira estiver sobre a encosta de um morro, parte do solo mais pobre pode ser utilizada para fazer um pequeno dique para ajudar a reter a água da chuva na área da sua trincheira/leito.

Depois de cavar a sua trincheira, deposite em primeiro lugar uma camada espessa de matéria orgânica no fundo da trincheira, com cerca de trinta centímetros de profundidade. Ela poderá incluir ervas e grama, resíduos de safras e restos de cozinha, esterco, ossos, penas e qualquer coisa que apodreça ou se decomponha com o passar do tempo. Cubra em seguida com cinco ou dez centímetros de solo. A trincheira deverá agora estar cheia até cerca de um terço.

No topo, adicione uma segunda camada espessa de matéria orgânica, com cerca de trinta centímetros de profundidade, e cobra novamente com uma camada mais fina de solo.

Adicione em seguida uma terceira camada espessa de matéria orgânica, para que a trincheira fique cheia até o topo.

No topo, espalhe uma camada plana espessa de solo bom, ou solo bom misturado com composto, com cerca de trinta centímetros de espessura.

Você agora tem um monte plano de solo bom empilhado sobre três camadas espessas de material vegetal e outras coisas que irão apodrecer. Estas camadas são separadas por camadas mais finas de solo. Embora o monte seja agora trinta centímetros mais alto que o nível do solo original, ele irá se contrair com o passar do tempo.

O primeiro produto que você plantar sobre a sua nova trincheira-leito deverá ser uma safra de legume, como ervilhas, feijão, soja, estilosantes, crotalária, alfafa ou outros legumes em grãos. O cultivo de legumes agrega nitrogênio ao solo, o que é muito bom para os produtos que você cultivar após a safra de legume.

Assim que surgirem as folhas sobre esta primeira safra de legume, o melhor a fazer é enterrar tudo no solo. Isso irá enriquecer muito o solo. Se você permitir que esta primeira safra amadureça até a colheita, o solo será melhorado, mas não muito.

Agora você pode plantar outros produtos – folhas, produtos em raízes e até grãos, se quiser. É melhor fazer rotação dos tipos de safras que você cultiva na sua trincheira-leito a cada estação. Assegure-se de cultivar legumes novamente, após duas ou três estações. Isso ajudará a fornecer mais alimento rico em nitrogênio para os produtos que você cultivar em seguida.

Após cada colheita, enterre os resíduos da safra de volta para o solo. Misture também outros tipos de matéria orgânica, incluindo restos de cozinha e esterco. A adição dessa matéria orgânica manterá o solo rico e ajudará a reter a umidade do solo.

Há algo mais que você pode fazer para ter certeza que o leito não seque em cima: você pode fazer cobertura verde. Quero dizer com isso que você pode cobrir o solo com grama, folhas ou outro material orgânico. É uma coisa muito boa.

Por fim: se a sua trincheira for cavada ao longo de uma encosta, você deverá plantar fileiras de legume com raízes profundas, como estilosantes, alfafa ou arbustos de legumes ao longo da extremidade inferior do leito. Isso ajudará a impedir que o solo seja carregado pela água durante tempestades.

No Zimbábue, eles cultivam vegetais como tomates e até pessegueiros sobre esses jardins em montes de trincheiras; e, nas Filipinas, a Sra. Zeny Ubaldo mostrou seu jardim de trincheiras e disse o que ela iria cultivar nele.

Ubaldo: Temos batata doce e também vagens, pimenta, quiabo e, além disso, as batatas serão colhidas depois de três ou quatro meses – e temos mudas pequenas e diferentes mudas de frutíferas.

Atkins: Muito obrigado, Sra. Zeny Ubaldo, Diretora do Centro de Treinamento de Agricultores de Bulacan, em Malolos, nas Filipinas.

Para Agricultura, a Indústria Básica, sou George Atkins.


Créditos:

Entrevista: Sra. Zeny Y. Ubaldo, Diretora, Centro de Treinamento de Agricultores de Bulacan, Malolos, Bulacan, Filipinas.

Fontes de informação:

  1. Mazibuko: Permanent Agriculture, nº 6, fevereiro de 1978, publicado pela Agência Ambiental e de Desenvolvimento (EDA), Box 62054, Marshalltown, 2107 Joanesburgo, África do Sul.
  2. Summary of Deep Trench and Mock Trench Systems, Appropriate Socio-Medical Technology for Health Promotion, editado pelo Dr. I. B. Friedman, publicado por Valley Trust, Box 33, Botha’s Hill, 3660, Natal, África do Sul.
  3. Unidade Intensiva de YFC, The Fertility Trench, publicado pela associação Clube de Jovens Agricultores do Zimbábue (YFC).
  4. Participante da DCFRN Sithembiso Nyoni, ORAP, Box 877, Bulawayo, Zimbábue.
  5. Grow to Live, de Marie Roux, publicado pela Operação GROW, a/c Associação de Solo Orgânico da África do Sul, Caixa Postal 47100, Parklands, Joanesburgo 2121, África do Sul.
  6. Valley of a Thousand Hopes, Ecologist, julho de 1971, Lawrence D. Hills, Diretor, Associação de Pesquisa Henry Doubleday, Convent Lane, Bocking, Braintree, Essex CM7 6RW, Inglaterra.
  7. Trench Composting: A Model for Africa, de Jeff Cox, Organic Gardening and Farming Magazine, Vol. 23, nº 1, janeiro de 1976, publicado por Rodale Press, 33 East Minor Street, Emmaus, Pensilvânia 18049, Estados Unidos.

Fonte adicional de informações:

Robert T. Mazibuko, Africa Tree Centre, Caixa Postal 90, Plessiaslaer, 4500, Natal, África do Sul.


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s