Proteja o seu arroz: evite perdas de grãos entre a colheita e a armazenagem

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1º de janeiro de 2001, como parte do pacote de informações n° 58.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-58-the-importance-of-millet/protect-your-rice-prevent-grain-loss-from-harvest-to-storage/.


 

Roteiro:

Personagens:

  • Apresentador do programa
  • Raju: agricultor
  • Ravi: filho do Sr. Raju, com dez anos de idade

Apresentador: A primeira medida para reduzir as perdas de arroz na colheita e pós-colheita é fazer a colheita no momento certo. Ouça esta conversa entre pai e filho sobre como evitar perdas na safra de arroz da família, da colheita até a armazenagem. Veja se o jovem Ravi está prestando atenção enquanto ajuda seu pai e sua mãe nos campos.

Música/efeitos sonoros

Sr. Raju: Ravi, meu filho, nos últimos três meses você ajudou a sua mãe e a mim a colher, processar e armazenar o nosso arroz. Vamos ver agora o que você aprendeu.

Ravi: Mas, pai, eu só tenho dez anos de idade! Eu não posso assumir os seus campos. Não tenho força suficiente!

Sr. Raju: (rindo) Não, filho! Eu não espero que você assuma o trabalho nos campos. A sua mãe e eu temos ainda muitos anos de vida. Só quero ter certeza de que você prestou atenção! Diga-me agora o que você sabe!

Ravi: Bem… eu aprendi muita coisa, papai. Aprendi que é muito importante saber qual é o momento certo para colher o nosso arroz.

Sr. Raju: E por quê, filho?

Ravi: Porque os pássaros, roedores e insetos podem comer ou estragar todos os grãos de arroz se esperarmos muito tempo para colher!

Sr. Raju: E o quê mais?

Ravi: Porque… porque ficamos com muita fome se não tivermos comida quando o sol esquenta!

Sr. Raju: (rindo) Sim, acho que ficaríamos com fome se esperássemos muito tempo para colher os grãos! A sua primeira razão estava certa, filho – se você esperar tempo demais para colher o arroz, ele será comido pelos pássaros, roedores e insetos e você aumenta o risco de quebra dos grãos durante a colheita. Mas, se você colher os grãos muito cedo, boa parte do arroz pode quebrar ao debulhar e moer. Então você vê que a colheita no momento certo é muito importante. Agora, o que fazemos antes de colher o arroz?

Ravi: Eu sei! Temos que deixar todo o arroz fora dos campos sete a dez dias antes de colher! Um campo seco é mais fácil de ser colhido.

Sr. Raju: Muito bem! Como sabemos quando é tempo de retirar toda a água dos campos?

Ravi: Não sei, papai.

Sr. Raju: Você lembra quando mostrei a você os grãos pouco antes de drenarmos a água dos campos? Os grãos estão prontos para a colheita quando a semente está clara, branca e firme.

Ravi: Sim, eu lembro agora… você me fez espremer os grãos entre os meus dentes. Você disse que, se o grão estiver firme e parecer branco e claro, está pronto para a colheita. Se o grão estiver frágil e quebrar quando eu morder, é porque ele está seco e maduro demais. O arroz está pronto para a colheita se a maior parte dos grãos for amarelo dourado e as folhas e hastes tiverem cor de palha.

Sr. Raju: Está certo, Ravi. E o grão recém-colhido deverá ser debulhado imediatamente e seco em até 24 horas para armazenagem segura. Você lembra o que eu disse sobre a umidade nos grãos?

Ravi: Sim. Pouca umidade é bom para melhor armazenagem e boa qualidade do arroz moído. Mas, se o arroz estiver úmido demais, ele não pode ser armazenado por muito tempo. A minha professora diz que muita umidade no arroz faz com que os grãos fiquem moles, o que quer dizer que insetos, bactérias e fungos podem infectar e estragar, deixando menos para a família comer! Às vezes, muita umidade deixa o arroz manchado ou sem cor. E arroz manchado quer dizer preço menor no mercado.

Sr. Raju: A sua professora está certa! Umidade demais significa má armazenagem e qualidade de moagem do arroz e falta de comida suficiente na mesa. Você aprendeu muito na escola, Ravi.

Ravi: Mas estou confuso, papai… A família de Peter não debulhou seu arroz assim que foi colhido. Eles deixaram o arroz colhido em feixes no campo.

Sr. Raju: Isso foi porque eles não conseguiram debulhar o grão logo em seguida. Por isso, eles reuniram as hastes de arroz colhidas em feixes e empilharam em um lugar seco.

Ravi: Sim, agora eu me lembro! A família de Peter fez uma pilha redonda e colocou todas as pontas dos panículos para o centro.

Sr. Raju: Você se lembra bem disso! É importante que você coloque o arroz em feixe de forma que o ar possa mover-se em volta dele. E, se o seu arroz estiver muito úmido, você deve evitar o uso de pilhas redondas. Você vai lembrar, Ravi, que nós empilhamos o nosso arroz em uma pilha quadrada com apenas dois feixes de largura e as extremidades dos panículos juntas. Isso mantém os grãos protegidos contra ratos, pássaros e outros animais.

Para secar arroz colhido no sol, espalhe em uma camada fina sobre uma esteira de secagem ou sobre o piso durante uma tarde ensolarada. Você lembra como é importante agitar os grãos com frequência quando deixamos secando no sol? Secagem irregular no sol resulta em menor recuperação do arroz.

Agora, Ravi, o que você lembra sobre a armazenagem do arroz?

Ravi: A área de armazenagem deve ser seca e não úmida e os grãos de arroz devem ser mantidos secos e longe da umidade. Sempre verificamos a área de armazenagem para ver se há goteiras no teto ou buracos por onde os pássaros e roedores poderiam passar. Esse é o meu trabalho, não é, papai?

Sr. Raju: Sim, Ravi, este é o seu trabalho! Mas você se esqueceu de uma coisa. Você esqueceu que, depois de secar o arroz, precisamos colocá-lo em sacos de juta limpos. Você se lembra do que aconteceu dois anos atrás, quando o seu tio armazenou o arroz em embalagens de fertilizante vazias?

Ravi: Sim, o arroz tinha gosto muito ruim! Todo aquele trabalho para conseguir arroz de má qualidade! É melhor usar um saco de juta para armazenar o arroz, seja para dois ou para sete meses! Até a minha professora disse isso – e afastar aqueles insetos desagradáveis!

Sr. Raju: Você vem fazendo um bom trabalho ajudando a sua mãe a fechar todos os buraquinhos nos nossos sacos. Talvez este ano nós não tenhamos tantas pragas de armazenagem!

Ravi: Espero que não, papai! Quero competir em todas as corridas da escola este ano e, para isso, vou comer muito arroz!

Sr. Raju: Bem, Ravi, se você continuar aprendendo a tomar conta do nosso arroz colhido, estou certo de que haverá arroz suficiente para ajudar você a ganhar todas as corridas da escola!

Intervalo musical

Apresentador: O que você aprendeu com a conversa entre pai e filho? O que você poderia fazer para aumentar suas chances de proteger o seu arroz e evitar perda de grãos… da colheita até a armazenagem?


Créditos:

Pesquisa:  Vijay Cuddeford, pesquisador/escritor, Toronto, Canadá.

Escrito por:  Moira Simpson, pesquisadora/escritora, Toronto, Canadá.

Revisão: Sylvia Oliver-Inciong, Gerente, Consciência Pública, Instituto Internacional de Pesquisas em Arroz, MCPO Box 3127, Makati City 1271, Filipinas (http://www.cgiar.org/irri/). Fone: (63-2) 845-0563, fax: (63-2) 845-0606, email:irri@cgiar.org.

Fontes de informação:

Compendium on Post-harvest Operations, Ray Lantin (http://www.cgiar.org/irri/).  Instituto Internacional de Pesquisas sobre Arroz (IRRI).

Storing grains, Developing Countries Farm Radio Network, roteiro 4-2, 1981.

Training Manual for Rice Production, Vo-Tong Xuan e Vernon E. Ross. IRRI, 1976.

Harvesting and Storing Rice. Boletim do CIAP, janeiro de 1999, pág. 2. CIAP: Projeto Camboja-IRRI-Austrália, 14 Monireth St., Phnom Penh, fone: 216465 , 216229, 211727, fax: 211728, email: irri-cambodia@cgiar.org (disponível em http://www.bigpond.com.kh/users/CIAP/Publication/CIAPBulletins.htm).

Small Farm Grain Storage, de Carl Lindblad and Laurel Druben.  Peace Corps Information Collection and Exchange, Manual M-2, 1982.


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s