Como encontrar informações úteis e confiáveis sobre agricultura na Internet

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 23 de setembro de 2014, como parte do pacote de informações n° 99.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/pakage-99-cassava-the-post-harvest-value-chain/how-to-find-useful-and-reliable-information-about-farming-on-the-internet/.


Observações para as emissoras:

A enorme quantidade de informações agora disponíveis na Internet está criando novas oportunidades, mas também novos desafios para encontrar informações específicas e confiáveis. Digitando as palavras “agricultura tradicional aprimorada” em um mecanismo de busca, por exemplo, encontramos mais de um milhão de páginas da Web muito diferentes.

Estes resultados incluem:

  • artigos dos meios de comunicação sobre o tema;
  • manuais práticos, folhas técnicas e fotografias sobre agricultura tradicional aprimorada; e
  • páginas não relacionadas com o tema, nas quais as palavras “agricultura tradicional aprimorada” aparecem de forma aleatória.

Como um radialista pode evitar se perder nesse enorme volume de informações? Como os radialistas podem garantir a confiabilidade das informações encontradas? Quais websites publicam regularmente informações confiáveis sobre temas relacionados à agricultura? Como os radialistas podem re-escrever essas informações em linguagem compreensível para os ouvintes agricultores? E o que os radialistas podem fazer sobre informações conflitantes?

Este guia é dividido em cinco partes.

Parte 1: descreve resumidamente estratégias para encontrar, organizar e compartilhar informações ou “conteúdo” na Internet.

Parte 2: sugere alguns métodos para garantir que as informações que você encontrar na Internet são confiáveis.

Parte 3: fornece uma lista de organizações e websites sabidamente confiáveis.

Parte 4: oferece conselhos sobre como lidar com informações conflitantes.

Encerramos oferecendo conselhos práticos sobre como traduzir a linguagem técnica da agricultura em palavras e frases que sejam compreensíveis para os ouvintes agricultores.


Roteiro:

Parte 1: encontrar, organizar e compartilhar conteúdo na Internet.

Vamos usar um exemplo fictício: Cristóvão, um radialista como você, está preparando uma série de programas de rádio sobre técnicas de agricultura tradicional aprimorada. Ele quer transmitir um programa semanal que ofereça conselhos práticos e informações úteis para os ouvintes agricultores. Cristóvão espera encontrar informações na Internet para enriquecer o seu programa de rádio. Qual a melhor forma de proceder?

Opção A: Cristóvão certamente pode digitar agricultura tradicional aprimorada em um mecanismo de busca como o Google. Mas esta abordagem tem duas desvantagens principais. Primeiro, ele terá mais de um milhão de resultados e poderá ficar perdido muito rapidamente no enorme volume de informações. Segundo, ele precisará repetir regularmente a busca no Google para ter certeza de não perder informações mais atualizadas. Isso levará muito tempo!

Opção B: existem numerosas ferramentas na Internet que geram automaticamente atualizações sobre um tema específico.

A estratégia mais eficaz para Cristóvão é criar feeds de informação sobre o tópico no qual ele está interessado. Desta forma, ele pode armazenar as informações em um único lugar no seu computador e utilizá-las como e quando desejar. Isso reduz significativamente o tempo necessário para encontrar informações na Internet.

A questão então é como criar feeds de informação? Existem atualmente diversas ferramentas para isso, incluindo feeds de conteúdo e agregadores de conteúdo.

Feeds de conteúdo

A primeira opção é assinar feeds de conteúdo. Muitos websites (veja exemplos na parte 3) permitem que os usuários assinem e recebam informações ou conteúdo atualizado. Em vez de visitar o site regularmente em busca de atualizações, os usuários assinam um feed de conteúdo e recebem um resumo de atualizações completas diretamente por email ou nos seus computadores, tablets ou smartphones. Note que assinar feeds de conteúdo pode não fornecer imediatamente as informações de que você precisa se estiver pesquisando sobre um assunto muito específico. Os feeds de conteúdo são, entretanto, uma boa forma de manter-se informado sobre áreas mais amplas de informações agrícolas.

Os feeds Really Simple Syndication (RSS) geram uma lista de materiais que você pode clicar para ter acesso a páginas com conteúdo relevante. A vantagem do feed RSS é que, uma vez assinado, ele fornece um resumo do conteúdo publicado no website que você assinou. Feeds RSS podem ser particularmente úteis para radialistas que desejem receber informações sobre temas de diversas fontes na Web.

Agregadores de conteúdo

A segunda opção para Cristóvão é o uso de agregadores de conteúdo. Os agregadores de conteúdo podem ser aplicativos online ou podem ser aplicativos instalados no seu computador. Eles permitem a você coletar, ler e organizar o conteúdo dos websites que você assinou. Aqui estão alguns agregadores de conteúdo recomendados:

1. Bloglines ou Netvibes são dois dos mais populares agregadores online. Eles permitem administrar suas assinaturas e ler os conteúdos. Você pode simplesmente abrir uma conta em um desses agregadores. Não é necessário download. Os agregadores online, entretanto, somente podem ser acessados quando você está conectado à Internet.

2. FeedReader, RSSOwl e Sharp Reader: Estes são agregadores instalados. Isso significa que, para usá-los, você precisa primeiro instalá-los no seu computador. Eles permitem baixar conteúdo no seu computador e ler offline.

3. Blogtrottr (http://blogtrottr.com/): Este fornece atualizações das diferentes fontes que você assinou (sites, blogs etc.) diretamente no seu email. Programas de correio eletrônico como Outlook e Thunderbird incluem uma função de agregador, que permite receber atualizações em uma caixa de correio separada, como os emails.

4. Agregadores para telefones móveis: Cada vez mais radialistas têm telefones que podem conectar-se à Internet. Uma quantidade crescente de ferramentas é disponível para esses dispositivos. As ferramentas disponíveis dependem do tipo de dispositivo móvel (iPhone, Android etc.). Existem muitas opções e você deve procurar aquela que corresponda às suas necessidades e expectativas. NetNewswire para Mac e YahooMobile são dois agregadores que permitem receber e ler os seus arquivos RSS em dispositivos móveis.

Este resumo mostra que Cristóvão pode escolher entre diversas ferramentas ou usar mais de uma delas. Mas, quando Cristóvão coleta artigos, imagens e vídeos sobre um tema específico, como ele pode saber que as informações que ele recebe são confiáveis? Vamos examinar isso na parte 2.

Parte 2: determinar a confiabilidade das informações coletadas na Web.

Antes de considerar o uso de informações coletadas na Internet, você deve avaliá-las para garantir que sejam confiáveis. Você pode ajudar a determinar a confiabilidade de uma informação formulando questões em várias áreas:

1. Sua origem: quem publicou a informação? É um indivíduo? Uma instituição? O site abriga o documento especializado no tema? A fonte é uma universidade, fonte do governo, organização da sociedade civil? As informações são em primeira mão ou foram retiradas de outro lugar?

2. Fontes e referências: as informações fazem referência a outras fontes? O documento contém bibliografia ou links para outras páginas sobre o mesmo tema? Você pode recorrer às pessoas e referências que são citadas? Outras fontes repetem ou confirmam a informação? A mesma informação vem de diversas fontes conhecidas?

3. Contexto, tom e atualização da informação: onde a informação foi gerada? Com quais fins? Qual é a data da publicação? Ela ainda está atualizada? A quem é dirigida? Qual é o tom? É sério, uma paródia, irônico, brincalhão, promocional etc.?

4. O ponto de vista: as informações vêm do website de uma organização detentora de forte ponto de vista sobre o tema? O conteúdo apresenta apenas um ponto de vista? As informações ressaltam apenas uma parte do tema? O que outras fontes falam sobre o mesmo tema?

Com estas questões como guia e consultando muitas fontes, você poderá formar sua própria opinião sobre a confiabilidade da informação que encontrou e decidir se a usará ou não.

Parte 3: algumas fontes confiáveis de informações agrícolas na Internet.

Para questões relativas à agricultura, frequentemente você pode encontrar informações úteis e confiáveis nos websites de organizações de pesquisa agrícola e também websites dos meios de comunicação, blogs selecionados sobre agricultura, contas do Twitter selecionadas etc. Existem muitas fontes que você pode considerar para suas pesquisas na Internet, incluindo:

  • centros internacionais de pesquisa;
  • organizações das Nações Unidas;
  • universidades;
  • consultores agrícolas;
  • departamentos e programas nacionais de pesquisa agrícola;
  • especialistas de extensão nacionais e agentes de extensão locais;
  • ONGs que trabalham no campo na área de interesse;
  • a Farm Radio International;
  • organizações locais, nacionais e regionais de agricultores; e
  • comunidades online.

Encontra-se abaixo uma lista parcial de organizações na Internet que você pode explorar durante a busca por informações. Se você tiver uma conta no Twitter (e, se não tiver, deverá considerar a abertura de uma conta em https://twitter.com/signup), você pode beneficiar-se seguindo essas organizações para receber as últimas informações sobre agricultura.

O consórcio CGIAR é uma parceria global que inclui quinze centros de pesquisa que colaboram com centenas de organizações parceiras, incluindo institutos nacionais e regionais, organizações da sociedade civil, o mundo universitário e o setor privado. Você pode ter acesso aos websites dos quinze centros de pesquisa por meio do portal do CGIAR.

  • Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (IFAD): http://ifad.org/.
  • Associação para o Fortalecimento da Pesquisa Agrícola na África Central e do Leste (ASARECA): http://www.asareca.org/.

Além dessas organizações, também há comunidades online onde os indivíduos com experiências diversas se reúnem para discutir seus interesses e conhecimento sobre a agricultura. Aqui estão alguns exemplos:

Parte 4: o que fazer com informações conflitantes sobre um assunto?

Ao pesquisar um tema, frequentemente você encontrará informações conflitantes.

O que você deverá fazer quando encontrar informações confiáveis que contradizem outras informações confiáveis? Este não é necessariamente um problema. Ao contrário, isso dá a você a oportunidade de apresentar à sua audiência dois ou mais pontos de vista, duas ou mais formas des ver um tópico ou fazer algo sobre ele.

A melhor estratégia com informações conflitantes é simplesmente apresentar todos os pontos de vista importantes. Isso oferecerá à sua audiência ampla variedade de informações e permitirá que eles cheguem às suas próprias conclusões.

Se você tiver mais tempo e desejar estudar mais o assunto, há várias ações que você pode tomar. Antes de tudo, você deve colocar cada informação no seu contexto. Se uma declaração for baseada em provas de um experimento, por exemplo, onde ele foi conduzido? Quando? Por quem e com quem? Qual foi o contexto específico do experimento?

Avalie também se cada fonte de informação possui uma agenda política específica, como uma agenda a favor de um grande negócio ou contra um grande negócio. A orientação pode moldar a informação fornecida de formas específicas.

Em seguida, examine os pontos de vista conflitantes para destacar os pontos em que as duas fontes concordam e onde elas não estão de acordo. Isso facilitará a apresentação das informações para a sua audiência. Em seguida, você pode fazer sua própria análise dos pontos fortes e fracos de cada informação. Dependendo do tópico, você poderá também pedir a um especialista local no assunto que comente sobre as diferentes perspectivas. Isso provavelmente fortalecerá a sua análise e agregará credibilidade às informações que você apresenta para a sua audiência.

Sempre é uma boa ideia encontrar um especialista local que possa ajudar a analisar e avaliar as informações que você pode não compreender. A análise das informações por um “revisor de conteúdo” de sua confiança muitas vezes é uma boa ideia.

Por fim, você pode re-escrever as informações com suas próprias palavras, destacando os pontos comuns e divergentes, os pontos fortes e as limitações. Depois de transmitir as informações, seria interessante pedir aos seus ouvintes que deem sua opinião sobre as informações conflitantes, mostrando sua preferência por um ou pelo outro ponto de vista com argumentos de apoio. Receber este retorno da audiência pode também ajudar você a lidar com informações conflitantes no futuro. Os ouvintes podem, por exemplo, indicar falhas óbvias no argumento ou sua origem que você não havia considerado.

Parte 5: traduzir informações técnicas sobre agricultura em linguagem clara, livre de jargão.

Um dos desafios enfrentados pelos radialistas que estão pesquisando informações na Internet é traduzir essas informações em linguagem que possa ser compreendida pelos ouvintes agricultores.

Não existe uma solução mágica. Vamos supor que Cristóvão tenha encontrado um artigo com a maior parte das informações de que ele precisa, mas o artigo não está escrito em linguagem que os seus ouvintes agricultores compreenderão. O artigo poderá incluir, por exemplo, expressões técnicas como “desenvolvimento sócio-econômico”, “impacto a nível da população”, “heterogêneo”, “inovação tecnológica para aprimorar a fertilidade do solo” ou palavras e frases em língua estrangeira.

Cristóvão deve ressaltar as ideias principais no texto e re-escrevê-las com suas próprias palavras, para facilitar a compreensão das informações. Re-escrever informações técnicas com suas próprias palavras também garantirá que ele compreenda o suficiente para compartilhar com sua audiência. Aqui está uma abordagem em quatro etapas: descreva, analise, re-escreva e teste.

Etapa 1: descreva o texto.

Do que se trata? Qual é o tema? Quem é o autor? Em qual contexto o trabalho foi publicado? Qual é o propósito do texto? É um relatório? Um parecer? Uma folha técnica?

Etapa 2: analise o texto.

Qual é a principal mensagem do texto?

Quais são as mensagens secundárias?

Qual é a mensagem mais útil para a sua audiência?

Etapa 3: re-escreva a(s) mensagem(ns) principal(is).

Após identificar a(s) mensagem(ns) que poderá(ão) ser interessante(s) para a sua audiência, a próxima etapa é re-escrevê-la(s). Os agricultores compreenderão as informações mais facilmente se você empregar palavras e expressões familiares para eles. Não hesite em usar linguagem cheia de imagens relacionadas aos problemas e necessidades comuns dos agricultores. Essa linguagem, respaldada por exemplos, tornará as informações mais acessíveis e relevantes para os ouvintes.

Etapa 4: teste sua mensagem com um ou mais agricultores.

Se possível, teste seu texto re-escrito com um ou mais agricultores para ver se ele é relevante e bem compreendido. Se não for, descubra onde estão as dificuldades e re-escreva. Depois de tomar nota dos comentários e trabalhar novamente o seu texto, ele estará pronto para ser transmitido quando for bem compreendido.

Para informações adicionais:

Encontrar, organizar e compartilhar conteúdo na Internet:

Agregadores e feeds RSS:

Dicas para pesquisar na Internet:

Como usar tags e hastags para pesquisas online:

Determinar a confiabilidade das informações coletadas na Web:


Créditos:

Contribuição de Inoussa Maiga, Diretor, MEDIAPROD, Burkina Faso.

Revisão: Doug Ward, presidente do Conselho da Farm Radio International; David Mowbray, Consultor Sênior, Treinamento e Comunicações, Farm Radio International; Nelly Basilly, Chefe de Pesquisa e Produção, Farm Radio International.

Projeto realizado com apoio financeiro do Governo do Canadá, por meio do Ministério de Assuntos Externos, Comércio e Desenvolvimento (DFATD).


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s