Prestação de contas das autoridades

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 27 de janeiro de 2015, como parte do pacote de informações n° 100.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-100-aquaculture-the-value-chain/holding-officials-to-account/.


Observações para as emissoras:

Uma palavra de alerta para os radialistas!

A liberdade de imprensa não existe de forma consistente em todos os países. Apresentadores de rádio, programas – ou até toda uma emissora – podem ser ameaçados de silenciamento se falarem contra alguns tipos de autoridades. Mas você não precisa “falar contra” o governo para fazer uma boa entrevista de prestação de contas. Na verdade, diversas boas entrevistas de prestação de contas são feitas fazendo com que as autoridades implementem políticas que o governo já aprovou! Consiga bons conselhos de pessoas sensatas sobre os limites da liberdade de imprensa na sua região. Você não pode servir aos seus agricultores se for silenciado. Talvez outra organização, como a cooperativa dos agricultores, possa cobrar as melhorias das rodovias por meio da sua organização nacional. Mas exercite a liberdade de expressão ao máximo que puder. Este é um dos serviços mais importantes que uma emissora de rádio pode prestar aos seus ouvintes/agricultores.


Roteiro:

Introdução

Há anos, os agricultores de Akembe têm problemas para levar os seus produtos para o mercado durante a estação chuvosa. A estrada se transforma em lama profunda e intransitável. Durante as campanhas eleitorais, os candidatos vêm e prometem fazer tudo para resolver, mas nada acontece depois que eles são eleitos. Os agricultores se desesperam para vender sua produção quando os preços estão mais altos e imaginam como podem ganhar dinheiro suficiente para cuidar das suas famílias.

E então – o maior dos milagres – você descobre que existe dinheiro no orçamento regional para consertar a estrada este ano. Mas os meses passam e nada acontece.

Você é o apresentador/produtor do programa de rádio agrícola que cobre a aldeia de Akembe. O que você pode fazer? Como você pode ajudar para que as autoridades prestem contas ao público pelas suas ações – ou falta de ação?

Uma coisa que você pode fazer é entrevistar uma autoridade que detenha alguma responsabilidade e autoridade para consertar as estradas. Você poderá entrevistar o vereador eleito que representa as pessoas da sua região. Ou você poderá entrevistar o funcionário do governo que é responsável por consertar as rodovias. Ambos detêm alguma responsabilidade (ou obrigação) de atender às necessidades dos eleitores. E eles também possuem alguma autoridade (ou poder) para tomar ações.

Entrevistas – e entrevistas de prestação de contas

As entrevistas de prestação de contas são diferentes das outras entrevistas. A maior parte das entrevistas é direta. Você entrevista, por exemplo, um agricultor que sabe como intercalar o plantio de feijão com milho. Esse especialista agrícola compartilha o seu conhecimento. Se as suas respostas não forem claras, você formula mais perguntas ou esclarece tudo em suas próprias palavras. Você aceita o que ele(a) diz como se apresenta. Se você sabe que outros agricultores se opõem ao plantio intercalado de feijão com milho, você solicita ao seu especialista agrícola que responda a essas preocupações. Ao final, você ajudou os seus ouvintes agricultores a conhecer os prós e os contras do plantio intercalado de feijão com milho.

As entrevistas de prestação de contas são diferentes das outras entrevistas, pois a pessoa que está prestando contas poderá ter motivação diferente da maioria dos entrevistados. A sua motivação é diferente porque eles detêm responsabilidade perante o público e a autoridade de buscar melhorias no interesse público.

A motivação do seu agricultor que planta feijão provavelmente é bastante direta. Ele(a) poderá sentir alguma obrigação de compartilhar a sua experiência para que outras pessoas possam beneficiar-se. Ao contrário da autoridade, entretanto, ele(a) não detém nenhuma autoridade ou responsabilidade em nome do público pelo sistema de plantio.

A motivação da autoridade é mais complexa.

O trabalho de uma autoridade eleita é atender às necessidades das pessoas de Akembe e de outros lugares. Mas ele também é motivado pelo desejo de ser reeleito ou de manter o seu emprego. E isso poderá, algumas vezes, entrar em conflito com o seu serviço aos agricultores da sua região. Ele poderá não querer ser entrevistado. Ele poderá pedir as suas perguntas antecipadamente. Nas suas respostas, ele poderá apenas despejar a “política do governo” e não lidar com detalhes. O seu trabalho é convencer a autoridade eleita de que ele será tratado de forma justa. Que ele não será “cercado” por perguntas muito além do tema em questão. Também é o seu trabalho convencer a autoridade eleita que é do interesse dele ser entrevistado por você, pois muitos dos seus eleitores ouvem o seu programa.

O trabalho de um servidor público é servir o público, implementando as políticas e os programas do governo. Muitas vezes, o servidor público não tem notícias para oferecer porque alguém no governo o instruiu a não falar com a imprensa. Se ele falar livremente, poderá perder o emprego. O seu trabalho é convencer o servidor público que você só quer que ele fale sobre algo que foi aprovado pelo governo, algo que fará bem ao governo se o governo estiver fazendo coisas boas.

Por isso, para entrevistar o político, sua preparação precisa ser especial. Caso contrário, a entrevista poderá servir apenas aos interesses do político e não dos seus agricultores. Este é um exemplo de entrevista com um político que não atende aos agricultores.

Apresentadora: Hoje temos a sorte de ter conosco o vereador Smith para discutir a estrada de Akembe. Bom dia, vereador.

Convidado: Bom dia, Sarah. Primeiro gostaria de dizer que é uma honra estar aqui no seu programa agrícola. Nada é mais importante para mim que meus queridos amigos, os agricultores da região.

Apresentadora: Obrigada, vereador. Hoje quero perguntar ao sr. por quê nenhum trabalho está sendo feito na estrada de Akembe. Sabemos que há dinheiro para isso no orçamento regional deste ano. Quando veremos mudanças?

Convidado: Obrigado pela pergunta, Sarah. Como você sabe, desde que fui eleito, venho brigando pelos agricultores desta região. Temos agora funcionando um programa maravilhoso de subsídios a fertilizantes. E existem planos para uma clínica médica. Na semana passada, estive na capital e falei com as autoridades sobre a necessidade de melhores estradas por aqui. Mas você precisa entender que as coisas são muito complicadas na política. Tudo leva tempo. Tenho o prazer de dizer aos seus ouvintes que tenho comigo os interesses deles e a estrada será consertada no tempo devido.

Apresentadora: Vereador, sei que o sr. é um homem ocupado. Obrigada por vir ao meu programa hoje.

Esta não foi uma entrevista de prestação de contas. A entrevistadora poderá haver pensado que ela obteve tudo o que podia da autoridade. Ela poderá haver pensado que era suficiente aprender que a estrada será eventualmente consertada. Mas a entrevistadora simplesmente forneceu à autoridade uma oportunidade de contar aos agricultores como ele está trabalhando com afinco para eles. O que ela fez foi fornecer publicidade grátis para o vereador. Vamos observar como poderia teria sido feita uma entrevista de prestação de contas. A entrevista começa exatamente da mesma forma, com os quatro primeiros parágrafos acima, mas, em seguida, em vez de encerrar a entrevista, a apresentadora continua.

Apresentadora: Vereador, o orçamento regional não tem dinheiro para essa estrada terrível este ano?

Convidado: Sim, tem. Mas é claro que ele fornece valores para muitos projetos e este tipo de trabalho é complexo e requer planejamento especializado. Fique tranquila que vou examinar as necessidades dos agricultores de Akembe.
Apresentadora: Vereador, já estamos no sétimo mês do ano. Por favor, nossos ouvintes querem saber quando vão começar os trabalhos na estrada. Logo vai chegar de novo a estação chuvosa.

Convidado: Sim, a estação chuvosa está vindo outra vez e os bons agricultores de Akembe terão novamente muita desenvoltura.

Apresentadora: Sim, Vereador, o sr. pode contar com a desenvoltura dos agricultores. Mas podemos contar com o sr. para garantir que essa estrada será consertada nos próximos cinco meses?

Convidado: Eu deixei claro como é importante este projeto para mim e ele será feito quando puder ser feito. É tudo o que eu tenho a dizer agora.

Apresentadora: Vereador, eu gostaria que o sr. ouvisse uma pequena gravação de uma reunião ontem à noite. O chefe da Cooperativa dos Agricultores de Akembe disse o seguinte: “O principal problema dos agricultores de Akembe é a estrada. Existe dinheiro no orçamento, mas nada aconteceu. Onde está o Vereador Smith quando precisamos dele para brigar por nós?”

Convidado: Ah, mas tudo leva tempo.

Apresentadora: Vereador, os seus eleitores acabaram de saber que o sr. não tem data para o início dos trabalhos da estrada, apesar de haver dinheiro para isso no orçamento deste ano e mesmo sabendo que, se o trabalho não começar logo, os seus eleitores sofrerão sem poder levar seus produtos para o mercado. É isso mesmo?

Convidado: Sarah, eu sou um homem ocupado, mas reservei o tempo de vir ao seu programa e explicar com detalhes o progresso que estou fazendo para os agricultores desta região. E agora tenho assuntos importantes para tratar e preciso ir.

Apresentadora: Obrigada, Vereador Smith, pela sua presença no nosso programa agrícola de hoje. Os seus eleitores ficarão desapontados em saber que o sr. não tem informações sobre o conserto da estrada. Talvez possamos chamar o sr. na semana que vem e esperamos que o sr. possa dar uma data para o início dos trabalhos.

Esta é uma entrevista de prestação de contas. Embora o convidado tentasse de todas as formas promover o seu histórico de bons trabalhos, a apresentadora foi incansável ao fazê-lo retornar ao tema principal, sempre relembrando sua responsabilidade e autoridade. Fazer uma entrevista de prestação de contas com sucesso não é fácil para a maioria de nós. Em nossas discussões com alguém, queremos agradar a pessoa. Mas você é o produtor/apresentador de um programa agrícola no rádio. A sua responsabilidade é servir os seus agricultores e você tem a autoridade para fazê-lo! Aqui está uma lista para ajudar você a fazer entrevistas de prestação de contas eficazes.

  • Comece treinando: se possível, faça sua primeira entrevista de prestação de contas sobre uma questão pequena, clara e simples. Aprenda com a sua experiência e depois aborde questões mais difíceis. Comece com uma questão pequena e uma organização amigável. Aprenda com isso antes de lidar com uma questão grande e um departamento do governo potencialmente hostil ou resistente.
  • Conheça a questão: neste caso, falamos sobre o conserto da estrada antes da próxima estação chuvosa. Nas suas perguntas, não se afaste dessa questão. Caso contrário, a autoridade ficará feliz em falar sobre outro assunto mais fácil e mais útil para ele, evitando a questão principal.
  • Conheça os fatos: qual documento oficial afirma que há fundos este ano para o conserto da estrada? A sua autoridade desempenha algum papel na inclusão dessa questão no orçamento? Essa promoção oficial de outros projetos prejudica os reparos da estrada de Akembe?
  • Saiba quem responsabilizar: quem é a autoridade eleita de Akembe? Quem é o funcionário público responsável por reparos em estradas? Para conseguir o quadro completo, você poderá precisar entrevistar primeiro um e depois o outro.
  • Veja a questão do ponto de vista da autoridade: As autoridades geralmente não são pessoas ruins. Eles são apenas pessoas ocupadas tentando manipular uma carga impossível de prioridades com tempo e recursos insuficientes. No começo, assuma uma atitude de apoio à autoridade. Ajude-o a fazer seu trabalho da melhor forma para os seus ouvintes agricultores. Mas não o deixe à solta. Ele é responsável e possui autoridade. Ele deve prestar contas aos seus eleitores.
  • Sirva os agricultores, não a autoridade: um programa agrícola no rádio deverá respeitar os agricultores e dar voz às suas preocupações. Esta é uma enorme responsabilidade. Antes de fazer uma entrevista de prestação de contas, descubra as informações e as respostas que os agricultores querem e precisam.
  • Fale com uma pessoa com autoridade e não com um porta-voz: se possível, não concorde em entrevistar alguém que faça relações públicas para a autoridade ou o governo. Essa pessoa não terá autoridade nem responsabilidade real e usará a oportunidade para promover a sua autoridade. Diga a ele com educação que você esperará até que a própria autoridade esteja disponível para entrevista.
  • Seja gentil, respeitoso e profissional: as autoridades também são pessoas. Dê a elas o benefício da dúvida. Se você entrevistar de forma agressiva, a sua autoridade provavelmente deixará de cooperar. E os seus ouvintes se solidarizarão com a autoridade, não com você. Além disso, você vai querer lidar com essa autoridade sobre outras questões em outras oportunidades. Seja respeitoso, mas firme e persistente, e espere respeito de volta.
  • Deixe a autoridade falar com seus eleitores – de forma limitada: uma entrevista de prestação de contas é uma via de duas mãos. Você quer que a autoridade preste contas. A autoridade quer deixar uma boa impressão com seus ouvintes. Na verdade, a autoridade poderá não querer ser entrevistada, a menos que saiba que haverá algo importante para ele ao fazê-lo. Por isso, deixe que a autoridade fale sobre o subsídio aos fertilizantes – rapidamente. Mas não pare por aí! Faça as perguntas difíceis que o obriguem a enfrentar os atrasos nos reparos da estrada e faça o melhor para que ele diga o que fará para superá-los.
  • Use as vozes dos agricultores: Mostre que esta é uma preocupação dos agricultores, não apenas a sua preocupação. Grave comentários dos agricultores e de autoridades da cooperativa ou organização local dos agricultores. Mostre essas gravações para a autoridade. Organize um programa de chamadas telefônicas sobre esse tema antes da sua entrevista de prestação de contas. Use gravações desse programa na sua entrevista de prestação de contas.
  • Use exemplos concretos: descubra um local onde uma estrada tenha sido consertada a tempo e dentro do orçamento. Pergunte por quê Akembe é diferente. E descobra como os agricultores pressionaram as autoridades para que a estrada fosse consertada.
  • Resume o que foi dito: ao final da ligação, resume qualquer informação nova. A autoridade concordou em forçar uma data inicial mais próxima para os trabalhos na estrada? Ele concordou em ser entrevistado dali a uma semana para dar um relatório do progresso? Ou ele simplesmente usou a sua entrevista para transmitir as mensagens dele? Neste caso, resume para os seus ouvintes e para os eleitores deles que ele não pode ajudar a levar o projeto adiante.
  • Não espere sucesso imediatamente: no exemplo de Akembe acima, a apresentadora não conseguiu fazer com que o vereador dissesse quando começariam os trabalhos na rodovia. Mesmo se o vereador fornecesse uma data firme, ele poderia fazer isso apenas para livrar-se da questão e a data firme poderia terminar não sendo tão firme.Mas a entrevista ainda foi muito útil. O vereador sabe que você está observando e que o responsabilizará até que o conserto da estrada seja feito. Sabendo disso, o vereador poderá finalmente pressionar o departamento de estradas para consertar a estrada de Akembe.
  • Não desista: a autoridade poderá esperar que esta seja a única entrevista sobre este tema e que você o deixará sossegado em seguida. Deixe claro que você não vai desistir! Esta é uma questão séria para os seus ouvintes e você vai insistir até que ela seja resolvida. Isso poderá incentivar a autoridade a agir.
  • Grave a sua entrevista: faça anotações do que foi dito. Você poderá querer reprisá-la para aquela autoridade no futuro caso ele negue o que disse anteriormente.
  • A prestação de contas vai além dos governos: existem muitas autoridades que detêm autoridade e responsabilidade por atividades importantes para os agricultores e nem todos são autoridades do governo. A cooperativa local de agricultores está postergando a organização de transporte para o mercado? Onde está a dificuldade? Por que não há progressos sendo feitos? Você tem a responsabilidade de entrevistar o chefe da cooperativa e perguntar educadamente as questões difíceis!
  • A prática leva à perfeição: pratique entrevistas de prestação de contas com um dos seus colegas na emissora. Peça ao seu colega que seja uma autoridade que quer promover o seu trabalho evitando questões sobre sua responsabilidade e autoridade. Faça entrevistas de teste até que você se sinta confortável, sendo assertivo e justo.
  • Outras formas de exercitar a prestação de contas: embora a entrevista de prestação de contas seja muitas vezes a melhor forma para que um programa de rádio faça com que uma autoridade preste contas, esta não é a única forma. Você poderá, por exemplo, ter um programa de chamadas telefônicas, no qual a autoridade responde questões dos seus ouvintes. Ou você poderá ter um quadro de discussão, no qual agricultores selecionados reúnem-se com a autoridade e você facilita a discussão. Mas uma entrevista de prestação de contas por um apresentador bem preparado pode ser um serviço muito valioso para os ouvintes do programa.

Créditos:

Contribuição de Doug Ward, diretor da Farm Radio International (FRI). Ele foi produtor de rádio, gerente de emissora, diretor regional e vice-presidente da Canadian Broadcasting Corporation (CBC).

As seguintes pessoas colaboraram:

  • Ron Cohen foi presidente do Conselho Canadense de Padrões de Radiodifusão por duas décadas e agora é participante sênior da Faculdade de Temas Públicos da Universidade de Carleton.
  • Liz Hughes é diretora da CBC News e membro da diretoria da Farm Radio International.
  • Blythe McKay é gerente de recursos para radialistas da Farm Radio International.
  • Dick Miller é produtor de rádio freelancer e encarregado de treinamento. Ele foi produtor de documentários de rádio da CBC.
  • David Mowbray é consultor sênior de oportunidades estratégicas da Farm Radio International.
  • Tchetta Meli E. Rostrand é jornalista e tradutora, funcionária sênior da Unidade de Comunicações do Ministério de Turismo e Lazer de Camarões.

Projeto realizado com apoio financeiro do Governo do Canadá, por meio do Ministério de Assuntos Externos, Comércio e Desenvolvimento (DFATD).


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s