Escola sem AIDS/SIDA

Material produzido pela Rádio Rural Internacional em 1º de julho de 2006, como parte do pacote de informações n° 78.

Original em inglês disponível em: http://www.farmradio.org/radio-resource-packs/package-78/school-without-aids/.


Observações para as emissoras:

Segundo as Nações Unidas, mais de dois milhões de crianças vivem com HIV, enquanto 15 milhões de crianças perderam os pais devido à doença e milhões de outras são vulneráveis devido à doença dos seus pais e responsáveis. Os radialistas têm estado ativos na divulgação de boas informações sobre a prevenção da AIDS/SIDA: há muito radioteatro, programas de chamadas telefônicas, diários da AIDS/SIDA e outros programas. Mas ainda é preciso atingir audiências jovens.


Roteiro:

Personagens:

  • Narrador.
  • Endo’o: estudante do 11° ano da Escola Técnica de Nanga-Eboko.
  • Mimi: estudante do 12° ano da Escola Técnica de Nanga-Eboko.
  • Zammer: estudante do 12° ano da Escola Técnica de Nanga-Eboko.

Vinheta de abertura sobe e permanece sob a voz do narrador

Narrador: Há mais de dez anos, a pandemia de AIDS/SIDA vem se alastrando. A maioria das famílias de Camarões e do resto da África já enterrou pelo menos um membro que morreu com essa terrível doença, que deixa órfãos, viúvos e viúvas. Ainda não foi descoberta nenhuma vacina e nenhum tratamento confiável, embora novos tratamentos permitam que as pessoas afetadas pela AIDS/SIDA vivam por mais tempo com a doença. No programa de hoje, vamos ouvir uma discussão entre três estudantes. Dois deles estão cientes da seriedade da doença, mas um ainda hesita e segue seus instintos.

Vinheta de abertura sobe, desce e termina

Zammer e Mimi falam livremente no pátio da escola. Endo’o junta-se a eles e os cumprimenta.

Endo’o: Olá, Zammer! Mimi! Como vão?

Mimi: Nada mal!

Endo’o: Ei, rapaz, conheci uma garota ontem à noite e ela me disse que podemos nos encontrar esta tarde. Pretendo trazê-la para o seu bangalô.

Mimi: Vocês só falam de garotas. Vocês não dormem?

Endo’o: Bem, como meu avô costumava dizer, “precisamos morder enquanto temos dentes”.

Mimi: Espero que pelo menos vocês usem proteção.

Endo’o: Deixe disso! Proteção por quê, contra o quê?

Zammer: Como você pode ser tão estúpido? O que você pensa do HIV/AIDS/SIDA?

Endo’o: Primeiro responda minha pergunta. Quero saber se posso usar de novo o seu bonito bangalô esta tarde.

Zammer: Para dizer a verdade, não pode!

Endo’o: Mas por quê? Você está recusando porque não tem muita sorte com as garotas?

Zammer: Esta não é a questão! Você sabe que eu não recuso nada para você.

Endo’o: Qual é o problema, então?

Zammer: É o que eu estava dizendo à Mimi agora há pouco. Quando o meu pai voltou da aldeia na semana passada, ele trouxe dois sobrinhos e uma sobrinha.

Endo’o: Por quê?

Zammer: Meu tio e minha tia morreram na semana passada com dois dias de diferença. Eles deixaram os filhos sem os pais e o meu pai não podia abandoná-los nas mãos da Mãe Natureza. Então, ele os trouxe com ele.

Mimi: Parece que o velho Essola, o feiticeiro, conseguiu de novo!

Zammer: Não, Mimi! Tudo indica que eles morreram com HIV/AIDS/SIDA.

Mimi: Mas, no enterro, as pessoas estavam falando sobre um lento veneno que o velho Essola deu a eles alguns meses atrás.

Zammer: Não é verdade! O velho foi acusado, mas a acusação era falsa. O meu pai encontrou os resultados de exames médicos de dois anos atrás e eles eram soropositivos.

Endo’o: Então eles morreram com AIDS/SIDA?

Zammer: Sim, com certeza!

Mimi: Oh, o velho Essola foi humilhado sem motivo!

Endo’o: Mas você não pode me emprestar o seu quarto como sempre?

Zammer: Não, porque agora preciso dividi-lo com meus dois primos.

Endo’o: Então o seu pai está cuidando deles?

Zammer: É isso que estou tentando explicar. Eu durmo no colchão de baixo de um treliche.

Endo’o: AIDS/SIDA, aqui? Ainda não acredito.

Mimi: Você parece completamente fora da realidade, Endo’o. Pare de comportar-se como ignorante. Você leu as últimas estatísticas do Ministério da Saúde? Vinte por cento das pessoas da nossa região são soropositivos.

Zammer: Você deveria fazer o teste na próxima campanha, como Mimi e eu fizemos na última vez. Enquanto isso, tente acalmar o seu desejo e proteja-se se não quiser parar com tudo.

Endo’o: É verdade que eu não gosto de preservativos (pausa hesitante)… mas eu poderia tentar a partir de agora. Mas só depois que eu seduzir a garota de que estava falando.

Zammer: Bem, você terá que encontrar outro lugar.

Mimi: Existem muitas formas de se proteger, Endo’o. Uma forma é simplesmente deixar de ter sexo. Mas, se você é sexualmente ativo, você deve sempre usar preservativos.

(Vinheta de abertura sobe e desce)

Narrador: Você acabou de ouvir três estudantes falando sobre AIDS/SIDA. Mesmo não inteiramente convencido da existência da doença, Endo’o parece estar disposto a mudar de ideia, mas ainda atraído pela promiscuidade sexual. E o pai de Zammer realmente assumiu a responsabilidade de cuidar de dois dos seus parentes jovens, o que é muito melhor para eles que serem abandonados pelas suas famílias, o que acontece com muita frequência. (Pausa) Hoje nós ouvimos uma pequena dramatização radiofônica sobre HIV/AIDS/SIDA e crianças em idade escolar, chamada Escola sem AIDS/SIDA. Obrigado pela audiência e volte a estar conosco na semana que vem.


Créditos:

Contribuição de Sra. Gladys Cécile Eba, Odama FM, Camarões.

Revisão de Gladys Mutangadura, Comissão Econômica das Nações Unidas para a África, Lusaca, Zâmbia.


A Rádio Rural Internacional (Farm Radio International) é uma organização canadense sem fins lucrativos dedicada a apoiar emissoras de rádio em países em desenvolvimento para fortalecer comunidades rurais e a agricultura em pequena escala.

Segundo a organização, o material da Rádio Rural Internacional pode ser copiado ou adaptado para distribuição gratuita ou a preço de custo, com crédito para a Rádio Rural Internacional e para as fontes originais.

Esta versão em português é um trabalho voluntário, independente da organização e oferecido gratuitamente para as emissoras de rádio dos países de língua portuguesa. O texto foi traduzido para o português do Brasil, mas pode ser adaptado com facilidade para o português falado em outras partes do mundo (para dúvidas sobre os termos empregados, utilize o formulário de contato em https://radioruralportugues.wordpress.com/creditos-e-contato/).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s